logo
/ Optical: ESO/VLT; Close-up - X-ray: NASA/CXC/Curtin University/R.Soria et al., Optical: NASA/STScI/Middlebury
Estilo de Vida 14/04/2021

Imagem melhorada pela NASA mostra explosão gigantesca de um buraco negro

Em abril de 2019, um buraco negro e sua sombra também foram capturados em uma imagem pela primeira vez.

Por : Metro World News

Uma imagem espetacular melhorada pela Agência Espacial Americana (NASA) mostra uma explosão gigantesca de um buraco negro. Os detalhes foram revelados nesta semana, por meio de comunicado.

Como informado pela NASA, esta imagem espetacular em cores falsas foi obtida pelo Observatório de Raios-X Chandra em 2012.

Um buraco negro é um objeto extremamente denso do qual nenhuma luz pode escapar.

Ela mostra uma explosão extraordinária de um buraco negro – onde sua produção de raios-X aumentou pelo menos 3.000 vezes – na galáxia M83.

Como revelado, o equipamento Chandra observou o que é chamado de ULX, ou fonte de raios-X ultraluminosa.

O comportamento notável deste ULX em M83 fornece evidência direta para uma população de buracos negros de massa estelar mais antigos e voláteis.

Confira o registro espetacular compartilhado pela NASA (em rosa) nesta semana:

Observatório de raios-X Chandra

De acordo com informações da Wikipedia, o Observatório de raios-X Chandra é um telescópio espacial lançado pela NASA e gerenciado pelo Laboratório de Jato-Propulsão.

Foi lançado em 23 de julho de 1999, pela missão STS-93 do ônibus espacial Columbia.

Fotografando um buraco negro e sua sombra

Em abril de 2019, um buraco negro e sua sombra também foram capturados em uma imagem pela primeira vez, um feito histórico por uma rede internacional de radiotelescópios chamada Event Horizon Telescope (EHT).

Um buraco negro não pode ser visto, mas o disco quente de material que o circunda brilha intensamente.

Como detalhado pela NASA, um buraco negro é um objeto extremamente denso do qual nenhuma luz pode escapar.

Qualquer coisa que vier dentro do “horizonte de eventos” de um buraco negro, seu ponto sem retorno, será consumido, para nunca mais emergir, por causa da gravidade inimaginavelmente forte do buraco negro.

Como detalhado pela NASA, por sua própria natureza, um buraco negro não pode ser visto, mas o disco quente de material que o circunda brilha intensamente.

Várias espaçonaves da NASA fizeram parte de um grande esforço, coordenado pelo Grupo de Trabalho Multiwavelength do EHT.

Contra um fundo brilhante, como este disco, um buraco negro parece lançar uma sombra.

Imagem impressionante

Ainda de acordo com as informações, esta imagem impressionante mostra a sombra do buraco negro supermassivo no centro de Messier 87 (M87), uma galáxia elíptica a cerca de 55 milhões de anos-luz da Terra.

Como informado pela NASA, este black hole (termo em inglês) tem 6,5 bilhões de vezes a massa do Sol.

Capturar sua sombra envolveu oito radiotelescópios terrestres ao redor do globo, operando juntos como se fossem um telescópio do tamanho de nosso planeta inteiro.

Em abril de 2019, um buraco negro e sua sombra também foram capturados em uma imagem pela primeira vez.

Para complementar as descobertas do EHT, várias espaçonaves da NASA fizeram parte de um grande esforço.

Tudo coordenado pelo Grupo de Trabalho Multiwavelength do EHT, para observar utilizando diferentes comprimentos de onda de luz. Confira o registro:

Imagem melhorada pela NASA mostra explosão gigantesca de um buraco negro
Event Horizon Telescope Collaboration et al.

Texto com informações da NASA

LEIA TAMBÉM: