Estilo de Vida

NASA: Estudo revela o efeito nos ossos dos astronautas após viagens espaciais

Em linhas gerais, astronautas relataram perda óssea de 2,1% na tíbia, entre outros

Se você já assistiu entrevistas de astronautas que estiveram bastante tempo em missões, possivelmente deve ter visto alguns dos efeitos causados por este período no espaço, certo? E, trazendo mais detalhes sobre o impacto no corpo de tais pessoas, um estudo da NASA revelou o que acontece com os ossos destes indivíduos após serem submetidos a este processo.

Embora inicialmente fosse evidente o fato de que astronautas perdem massa óssea em suas viagens ao espaço, acreditava-se que ao retorno, eles poderiam recuperá-la, o que acabou não acontecendo.

Visto isso, segundo informações, a ideia agora é encontrar uma alternativa que ajude a preservar a saúde dos homens e mulheres que viajam para fora de nossa atmosfera e isso em futuro não tão distante.

Aproveite e leia também estas notícias sobre a NASA:

· NASA: imagem captada pelo Telescópio Hubble revela esplendor de gigante aglomerado no espaço; confira

· O fenômeno espacial raro captado pela NASA que surpreendeu cientistas

· NASA analisa cratera Jezero, considerada a fonte mais ativa de ‘demônios da poeira’ em Marte

Promovida pela agência espacial norte-americana, a pesquisa estudou especificamente os dados sobre o percentual de perda óssea durante a permanência em microgravidade. Além disso, também foi analisada a capacidade que os astronautas tiveram de recuperá-lo em ambientes normais.

Dados do estudo da NASA

Para a análise em questão, a NASA contou com um total de 17 astronautas, sendo 14 homens e 3 mulheres, todos com idade média de 47 anos. Analisados depois de um ano que retornaram à Terra, todos estiveram entre 4 e 7 meses no espaço.

Em linhas gerais, os astronautas relataram a perda óssea de 2,1% na tíbia e um total de 1,3% na força óssea, 9 deles assegurando que não conseguiram recuperar tal percentual.

Leigh Gabel, que é o principal autor do estudo e professor na Universidade de Calgary, comentou: “Os astronautas experimentaram uma perda óssea significativa durante os voos espaciais de seis meses, uma perda que esperaríamos ver em adultos mais velhos por duas décadas na Terra, e só recuperaram cerca de metade dessa perda após um ano de volta à Terra”, relatou.

Há solução para isso?

Segundo o portal FayerWayer, sim. O site ainda descreve ainda: “A perda de massa está relacionada ao fato de que na Terra há suporte de peso para os ossos. Assim, ao perder aquela rotina de falta de caminhada e exercícios, o mineral ósseo perde suas qualidades”.

Assim sendo, o que a NASA precisa fazer agora é ajustar tanto a forma como os astronautas se exercitam no espaço quanto a sua nutrição.

Com informações do portal FayerWayer.

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO, NÃO SE VÁ ANTES DE CONFERIR:

· Imagem do Telescópio Hubble da NASA capta restos perdidos de estrela parecida com o Sol no espaço; confira

· NASA: imagem captada pelo Telescópio Hubble mostra ‘coração’ da nossa Via Láctea; confira registro

· NASA revela que enorme cometa jamais visto passará próximo da Terra; descubra quando

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos