Estilo de Vida

NASA analisa cratera Jezero, considerada a fonte mais ativa de ‘demônios da poeira’ em Marte

Estudo focou nos primeiros 216 sóis (dias) da espaçonave no Planeta Vermelho

Traduzida dos termos em inglês “dust devils”, os “demônios da poeira (em português) são redemoinhos altamente poderosos que se originam em ambientes áridos. Tendo esta informação em mente, a NASA afirma que a Cratera Jezero é o local mais ativo de Marte. Vamos entender melhor?

Com um artigo publicado na revista Science Advances, pesquisadores de diversas entidades, incluindo a agência espacial americana, avaliaram o ambiente em uma iniciativa intitulada de The dynamic atmosferic and wind environment of Jezero Crater, Mars.

De acordo com o detalhado pelo portal FayerWayer, para que a avaliação fosse possível, eles contaram com dados da missão Mars 2020 da agência aeroespacial, com o rover Perseverance na área. Em linhas gerais, eles focaram nos primeiros 216 sóis (dias) da espaçonave no Planeta Vermelho, com registros de imagens da principal câmera de navegação.

Vale lembrar que tais tempestades cobrem o planeta quase a todo o momento, dando à Marte um tom amarelo-açafrão. Mas e então, de onde vem estes turbilhões? Confira a resposta depois do destaque.

Estas notícias sobre a NASA podem te interessar:

· O fenômeno espacial raro captado pela NASA que surpreendeu cientistas

· Imagem do Telescópio Hubble da NASA capta restos perdidos de estrela parecida com o Sol no espaço; confira

· Você é capaz? Ajude os cientistas da NASA a encontrar nuvens em Marte neste mistério

Segundo o FayerWayer, provém das dunas e superfícies ásperas. Para que você entenda melhor, a força do vento faz com que se levante a poeira e consequentemente gere os turbilhões. E, se você está curioso, saiba que a maior que o Perseverance registrou criou uma nuvem que atingiu 4 quilômetros quadrados.

Claire Newman, que é a principal autora do artigo, disse: “Achamos que essas explosões de elevação são raras, mas podem ser responsáveis por uma grande fração da poeira de fundo que flutua na atmosfera marciana o tempo todo”, explicou.

Pode haver novos ‘demônios da poeira’ em Marte

Sobre o tema, Newman explicou: “Toda vez que pousamos em um novo lugar em Marte, é uma oportunidade de entender melhor o clima do planeta. [...] Tivemos uma tempestade regional de poeira bem acima de nós em janeiro, mas ainda estamos no meio da temporada de poeira, então há uma boa chance de vermos mais ‘demônios da poeira’”, finalizou.

Por sua vez, o pesquisador do MEDA do Jet Lab, Manuel de la Torre Juárez, comentou: “A cratera Jezero pode ser uma das fontes mais ativas de poeira do planeta. Qualquer coisa nova que aprendermos sobre a poeira será útil para futuras missões”.

+ GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO, SIGA SUA LEITURA COM ESTES CONTEÚDOS:

· NASA revela que enorme cometa jamais visto passará próximo da Terra; descubra quando

· A nova descoberta da NASA que revela ‘peça chave’ para comprovar possível vida em Marte

· Este buraco negro poderia devorar a Terra em apenas 1 segundo; entenda

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos