logo
Social
Bebê mais prematuro comemora primeiro aniversário / Foto por: Rick e Beth Hutchinson /Guinness World RecordsBebê mais prematuro comemora primeiro aniversário / Foto por: Rick e Beth Hutchinson /Guinness World Records
Social 26/07/2021

Bebê mais prematuro do mundo comemora seu primeiro aniversário

No momento de seu nascimento, os médicos informaram que suas chances de sobrevivência eram praticamente nulas.

No dia 05 de junho de 2020, nasceu Richard, filho de Beth e Rick Hutchinson. O bebê, que nasceu prematuro, comemorou seu primeiro aniversário. No momento de seu nascimento, Richard pesava somente 340g, apenas um décimo do peso médio de um recém-nascido.

Conforme informado pelo Guinness World Records, após ser transferido pela primeira vez para a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) do hospital Children’s Minnesota em Minneapolis (EUA), os médicos decidiram preparar seus pais para o pior.

Richard nasceu com 21 semanas de gestação – Foto: Rick e Beth Hutchinson /Guinness World Records

“Quando Rick e Beth receberam aconselhamento pré-natal sobre o que esperar de um bebê nascido tão cedo, eles receberam a informação de 0% de chance de sobrevivência”, informou a Dra. Stacy Kern, neonatologista de Richard.

Apesar da data prevista de parto ser em 13 de outubro de 2020, Beth teve complicações na gravidez e entrou em trabalho de parto quase quatro meses antes do previsto. Os médicos decidiram desenvolver uma estratégia para sustentar o bebê o máximo de tempo possível.  Richard nasceu com idade gestacional de 21 semanas e 2 dias, quando o padrão para um bebê é de 40 semanas.

Confira também:

Equipe de Rugby se reúne para prestar homenagem em memória de um companheiro de equipe

Ao completar 1 ano de vida, em 05 de junho de 2021, Richard foi reconhecido como o bebê mais prematuro a sobreviver. Richard superou o recorde, que durou três décadas e meia e pertencia a James Elgin Gill, de Ottawa, no Canadá.

“Não parece real, ainda estamos surpresos com isso. Mas estamos felizes. É uma maneira de compartilhar sua história para aumentar a conscientização sobre partos prematuros”, afirma Beth.

O primeiro aniversário

Richard teve seu primeiro aniversário em casa, junto a seus pais e parentes. O último ano foi extremamente preocupante para a família Hutchinson. Além da situação delicada de seu filho, a pandemia também teve impacto. Os pais não podiam passar a noite com Richard nem compartilhar visitas com outros membros da família.

Rick e Beth viajavam diariamente entre Wisconsin e Minnesota para passar o máximo de tempo possível ao lado do filho. “Nós garantimos que estávamos lá para dar apoio, isso o ajudou a superar porque ele sabia que estava com a gente”, disse Rick.

Richard recebeu certificado de recorde no dia de seu primeiro aniversário – Foto: Rich e Beth Hutchinson / Guinness World Records

Durante as visitas, os pais aproveitaram para celebrar alguns feriados ao lado do filho. Para a Dra. Kern, a dedicação dos pais de Richard foi fundamental para a recuperação do bebê. “Eu credito sua sobrevivência milagrosa a seus pais maravilhosos que estiveram ao seu lado em cada etapa do caminho e a toda equipe de neonatologia”.

“No primeiro mês, eles nem tinham certeza de que ele sobreviveria”, relata Beth. “Foi muito difícil”. O conselho de Beth para outros pais de bebês prematuros é não desistir. “Defenda seu filho o máximo que puder. Seja intrometido porque é seu filho e você merece saber o que está acontecendo”.

Em dezembro de 2020, depois de quase seis meses na UTIN, Richard recebeu alta. Foi um dia emocionante para seus pais e para a equipe médica que o acompanhou dia a dia. No entanto, o bebê ainda não estava totalmente fora de perigo. O quadro de Richard inspirava cuidados e idas regulares ao hospital. Ele ainda precisava de equipamentos de oxigênio. “Estamos trabalhando para tirá-lo de todos eles, mas leva tempo. Ele está indo muito bem”, afirma a mãe.