Entretenimento

Especialistas alertam que segurança da Rainha Elizabeth precisa ser reforçada

A invasão de um homem portando um arco e flecha e com a intenção de matar a Rainha no dia de Natal acendeu os alertas de protocolo de segurança.

Especialistas alertam que a segurança no Castelo de Windsor deve ser reforçada após uma série de erros preocupantes e que os protocolos devem passar por uma revisão radical. De acordo com informações do Daily Mail, especialistas aconselham uma mudança radical nos protocolos de segurança, tanto do castelo de Windsor quanto em outras residências reais no Windsor Great Park.

Sam Armstrong, do centro de estudos antiterrorismo Henry Jackson Society, disse ao Daily Mail: “Windsor está claramente despreparado para ser uma residência real primária. Windsor apresenta um novo conjunto de desafios em termos de segurança devido ao tamanho da propriedade e sua localização semi-rural nos arredores da cidade”.

A Rainha Elizabeth II está passando cada vez mais tempo no Castelo de Windsor, desde o começo da pandemia, ela se mudou para o local durante os isolamentos decretados pelo Governo.

No dia de Natal, sábado 25, Jaswant Singh Chail, de 19 anos, conseguiu passar pela segurança do Castelo de Windsor e entrar na propriedade portando uma besta, uma arma com arco e flecha. Ele escalou um dos muros do castelo na tentativa de “assassinar a Rainha em vingança pelo massacre de Amritsar em 1919″.

Jaswant Singh Chail subiu um vídeo pré-gravado no Snapchat às 8h06 no dia de Natal, 24 minutos antes de ser preso pela polícia dentro do castelo de Windsor. Isso gerou uma grande revisão dos protocolos de segurança interna da propriedade, tentando descobrir como alguém poderia ter chegado tão longe no local.

Leia mais

Outros incidentes

Em abril de 2021, uma mulher de 44 anos foi autorizada a entrar na residência do Príncipe Andrew’s Royal Lodge, a seis quilômetros do castelo em Windsor Great Park, alegando que era sua noiva. A espanhola deu seu nome como ‘Irene Windsor’ e até conseguiu que guardas de segurança pagassem sua corrida de táxi antes de passar 20 minutos vagando pelo local. Mais tarde, ela foi seccionada sob a Lei de Saúde Mental.

E no final daquele mesmo mês, a polícia prendeu uma mulher de 29 anos e um homem de 31 por invadir o terreno do Royal Lodge.

Além disso, no início de dezembro passado, uma mulher recebeu uma advertência de policiais depois de bater na janela do Range Rover do Príncipe Andrew enquanto ele dirigia de sua casa para andar a cavalo.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos