Entretenimento

Meghan Markle escreve para Nancy Pelosi pedindo licença parental remunerada nos Estados Unidos

A duquesa de Sussex se mostrou preocupada com o andamento de um compromisso do governo Biden.

Meghan Markle escreveu uma carta a dois legisladores democratas norte-americanos em nome de pais e mães apelando sobre projetos de lei que garantam uma licença parental remunerada. Meghan endereçou seu apelo para Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes, e para Chuck Schumer.

Em seu primeiro discurso como presidente eleito, em 28 de abril deste ano, o presidente Joe Biden apresentou os detalhes de seu Plano para as Famílias Americanas, que inclui verba para oferecer licença maternidade e paternidade para milhões de pessoas. Porém, nada foi promulgado até agora. Hoje, apenas cerca de 21% dos trabalhadores americanos têm acesso à licença familiar remunerada por meio de seus empregadores. Isso torna os Estados Unidos o único país rico que não oferece um programa nacional de licença parental remunerada.

Leia +

Segundo o The Sun, a duquesa de Sussex refletiu sobre a sorte que teve de poder tirar uma folga com Harry após o nascimento de Lili em junho. Ela disse: “Como qualquer pai, ficamos muito felizes. Como muitos pais, ficamos maravilhados. Como poucos pais, não fomos confrontados com a dura realidade de passar os primeiros meses críticos com nosso bebê ou de voltar ao trabalho. Sabíamos que poderíamos levá-la para casa e, nesse estágio vital (e sagrado), devotar tudo e qualquer coisa aos nossos filhos e à nossa família”.

Meghan Markle continua: “Sabíamos que, ao fazer isso, não teríamos que fazer escolhas impossíveis sobre cuidados infantis, trabalho e cuidados médicos que tantos têm que fazer todos os dias. Nenhuma família deve ser confrontada com essas decisões”.

Meghan Markle, que cresceu na Califórnia, disse que não teve uma infância confortável, afinal seus pais não eram ricos: Thomas Markle era diretor de iluminação de Hollywood e sua mãe Doria era assistente social. “O que eu me lembro é a sensação: eu sabia como meus pais trabalhavam duro para pagar por isso porque, mesmo com cinco dólares, comer fora era algo especial e eu me sentia com sorte”, escreveu a duquesa.

“Comecei a trabalhar em loja local de iogurte congelado aos 13 anos. Eu servia à mesa, era babá e dividia trabalhos juntos para cobrir as dificuldades. Trabalhei toda a minha vida e economizei quando e onde pude, mas mesmo isso era um luxo, porque geralmente era para fazer face às despesas e ter o suficiente para pagar o aluguel e colocar gasolina no carro”, revelou Meghan Markle sobre sua vida antes da fama.

A duquesa endossou seu pedido sobre uma legislação para uma licença parental remunerada finalizando a carta aos congressistas: “Eu sei como as coisas politicamente carregadas podem, e têm, se tornado. Mas não se trata de direita ou esquerda, trata-se de certo ou errado. Trata-se de colocar as famílias acima da política. Então, em nome de minha família, Archie e Lili e Harry, agradeço por considerar esta carta, e em nome de todas as famílias, peço que garantam que este momento importante não seja perdido”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos