Social

Homem passa 20 anos preso por crime que o irmão gêmeo cometeu

Após seu irmão gêmeo confessar o crime, Kevin Dugar teve sua sentença revista e foi solto depois de quase 20 anos de prisão.

Kevin Dugar foi solto após o irmão gêmeo confessar o crime

Depois de ser considerado culpado pela morte de uma pessoa, um homem passou 20 anos preso até que seu irmão gêmeo confirmou a autoria do crime.

Conforme publicação feita pela UOL, Kevin Dugar foi preso em 2003 após uma troca de tiros entre gangues. Ele cumpria pena em Chicago quando seu irmão, Karl Smith decidiu revelar a verdade às autoridades.

Kevin foi preso depois que uma pessoa morreu durante um tiroteio entre gangues rivais e foi condenado pelo crime de homicídio. No entanto, após quase 20 anos atrás das grades, ele se surpreendeu quando, em 2016, seu irmão gêmeo Karl decidiu assumir a autoria do assassinato.

Apesar da confissão do homem, o juiz responsável pelo caso se recusou a aceitar a confissão. E, no ano de 2018, recusou qualquer possibilidade de recurso, ou de um novo julgamento, par Kevin.

O Centro de Condenações Injustas interferiu no caso

Para o juiz responsável por analisar o caso, a confissão de Karl era inválida uma vez que o homem já cumpria uma pena extensa por conta de outro crime.

Em 2008, quando assumiu ser autor da morte pela qual seu irmão cumpria pena, o homem já estava preso e enfrentava uma pena de 99 anos de prisão. Karl foi condenado após invadir uma casa em uma ação que terminou com uma criança baleada na cabeça.

Desta forma, o juiz entendeu que a confissão foi feita uma vez que responder por este novo crime não teria impacto na sentença de Karl.

Confira também:

Porém, com a intervenção do Centro de Condenações Injustas, organização especializada em casos deste tipo, uma nova revisão do caso foi feita.

Após uma nova análise dos fatos, um juiz decidiu liberar Kevin na última semana. Para seu advogado de defesa, Ron Safer, um novo julgamento não será necessário após a revisão das evidências.

“Ele é um homem livre, com muito atraso, depois de longos 20 anos”, declara Ron.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos