Social

Assassino executado no corredor da morte deixou pistas sobre outro crime

Ele deixou uma carta póstuma que pode conter informações sobre o desaparecimento de sua cunhada.

David Cox deixou uma carta misteriosa para ser envia após sua execução.

David Cox, de 50 anos, foi condenado à morte após atirar em sua ex-esposa Kim Cox e abusar sexualmente de sua enteada na frente da mulher ferida. Uma carta deixada por ele na prisão pode conter informações referentes ao desaparecimento de sua cunhada.

Segundo a publicação feita pelo The Mirror, David, que foi executado na quarta-feira, 17 de novembro. Ele foi declarado morto por injeção letal às 18:12hrs.

Em suas últimas palavras, ele pediu para que seus filhos soubessem que ele ‘era um bom homem’ e disse a eles que lessem a Bíblia.

Após a execução, foi revelado que o homem deixou uma carta misteriosa, possivelmente relacionada ao desaparecimento de Felicia Cox, sua cunhada.

Carta misteriosa pode ter relação com caso não resolvido

Para Amber Miskelly, filha de Felicia, David pode ter alguma relação com o desaparecimento de sua mãe em 2007.

Após a execução do condenado, Burl Cain, comissário de correções, declarou que o homem deixou uma carta póstuma que seria colocada no correio após sua morte.

Confira também:

Felicia Cox desapareceu em 2007, aos 40 anos. Ela teria ido ao encontro de sua irmã, Kim, mas acabou encontrando David.

Segundo sua filha, Amber, “Ele foi literalmente a última pessoa com ela quando ela estava viva”.

Após o desaparecimento de Felicia, seu carro foi encontrado abandonado com sua bolsa e seus remédios trancados.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos