Foco

Trabalhadores escravos são resgatados vivendo com porcos e fezes no Ceará

Homens atuavam na extração de palha de carnaúba e estavam alojados em uma casa abandonada, em situação precária

Nove trabalhadores foram resgatados em Granja, no interior do Ceará, em situação análoga à escravidão. Eles conviviam com porcos e fezes dos animais.

A inspeção do MPT (Ministério Público do Trabalho) ocorreu entre os dias 20 e 24 de setembro.  A Auditoria Fiscal do Trabalho e a Polícia Rodoviária Federal também participaram da força-tarefa.

LEIA TAMBÉM:

  1. Morre mulher que teve 30% do corpo queimado após tentar cozinhar com álcool combustível, em Osasco
  2. VÍDEO: estudante é assediada enquanto andava de bicicleta, cai e fica ferida no Paraná
  3. VÍDEO: Avião que levava paciente sai da pista durante decolagem no Aeroporto de Goiânia

Os homens atuavam na extração de palha de carnaúba e estavam alojados em uma casa abandonada, sem energia elétrica, água encanada ou instalações sanitárias.

Além disso, cozinhavam em fogareiro improvisado no chão e recebiam água acondicionada em recipientes inadequados. Dormiam na parte externa do imóvel.

A equipe fiscalizadora também constatou que nenhum dos trabalhadores possuía contratos de trabalho registrados ou recebeu equipamentos de proteção adequados.

O MPT rescindiu de forma indireta os contratos e garantiu aos homens resgatados o pagamento de verbas rescisórias e dos demais direitos trabalhistas. Todos receberão três meses de seguro-desemprego.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos