logo
Foco
Idosa é presa suspeita de matar marido e concretar corpo em casa, em MG / Divulgação/Polícia CivilIdosa é presa suspeita de matar marido e concretar corpo em casa, em MG / Divulgação/Polícia Civil
Foco 01/09/2021

Idosa é presa suspeita de matar, esquartejar e concretar o corpo do marido em casa, em MG

Ela já havia sido presa em 2012 por dar soda cáustica para vítima beber.

Por : Metro World News

Uma mulher de 62 anos foi presa suspeita de matar e esquartejar o marido, além de concretar o corpo dele dentro de casa, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Segundo a Polícia Civil, ela já havia sido presa em 2012 por dar soda cáustica para vítima beber.

A prisão da mulher, que não teve o nome divulgado, ocorreu na terça-feira (31). Segundo a investigação, ela deu informações divergentes sobre o crime e alegou que o marido, Dilson Bicalho, de 55 anos, estava desaparecido. Depois, acabou confessando.

De acordo com a polícia, depois de matar o homem, ela teria concretado o corpo dentro da casa em que eles viviam. A corporação acredita que a vítima tenha sido morta há 20 dias.

Na terça-feira, a polícia foi acionada por uma denúncia anônima e, com auxílio do Corpo de Bombeiros, usou picaretas para encontrar os restos mortais da vítima, que estava em uma cova rasa na sala. O material foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Leia também:

A perícia encontrou lesões no coração e próximo ao órgão, compatível com golpe de faca, além de fratura no crânio. A suspeita é que o homem estivesse vivo quando começou a ser esquartejado.

A idosa foi levada para a delegacia de Ribeirão das Neves, onde foi autuada em flagrante por ocultação de cadáver e encaminhada a um presídio. Também foi pedida a prisão preventiva dela. A polícia segue investigando a motivação do crime e se a mulher teve alguma ajuda para concretar o corpo do marido na casa.

Ainda de acordo com a polícia, o casal mudou da cidade de Caratinga, na Zona da Mata, para morar em Ribeirão das Neves. Eles eram casados há mais de 20 anos e não tinham filhos.