Foco

Covid-19: São Paulo vai vacinar maiores de 60 anos com terceira dose

O governador do estado de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira o início da vacinação com a terceira dose para pessoas com mais de 60 anos a partir do dia 6 de setembro.

A decisão foi tomada em função do aumento do número de casos de covid-19 causados pela variante delta, que já se tornou dominante em quase todos os estados do país.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, pesou também na decisão de dar a dose de reforço o fato dos idosos apresentarem resposta imune menor do que a população mais jovem, já que têm uma queda natural no número de anticorpos, e correm por isso maios risco de contaminação.

LEIA TAMBÉM:

  1. Proteção de vacinas contra covid diminui após 6 meses, mostra estudo
  2. Bilhete Único sem cadastro deixa de valer a partir da semana que vem em SP
  3. Licenciamento 2021: placas 5 e 6 devem pagar até terça-feira
  4. Apostador de Piracicaba é um dos três ganhadores da Lotofácil

O governo anunciou também que vai diminuir o tempo de aplicação entre a primeira e segunda dose da vacina contra covid-19.

O coordenador-executivo do Centro de Contingência da Covid-19, João Gababardo, lembrou que a aplicação da terceira dose, ou dose de reforço, está sendo feita em vários países do mundo, não importando a vacina que tenha sido usada.

O Centro de Contingência deve anunciar também nos próximos dias se a dose adicional das vacinas será também usada para reforçar a imunização de pessoas com comorbidades  e deficiências permanentes.

Plano Nacional de Imunização

O Ministério da Saúde já havia informado que iniciará na segunda quinzena de setembro a aplicação da dose de reforço contra covid-19 em todos os imunossuprimidos após 28 dias da segunda dose e também para pessoas com mais de 70 anos vacinados há seis meses.

O PNI também decidiu reduzir o intervalo entre as doses da Pfizer e da AstraZeneca, de 12 para 8 semanas.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos