Cadastros falsos para auxílio emergencial e outros benefícios já fizeram 6,7 milhões de vítimas

Por BandNews FM

Mais de 6,7 milhões de pessoas já foram vítimas de golpes virtuais que utilizam como pano de fundo o cadastramento de cidadãos em plataformas que prometem o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal, entre outros benefícios relacionados à pandemia de coronavírus no Brasil.

O número é apontado em um levantamento do laboratório especializado em segurança digital da empresa PSafe, que leva em conta ocorrências registradas desde março deste ano, momento em que foi declarada a pandemia. Veja abaixo os endereços corretos para solicitar o auxílio emergencial:

Site oficial: auxilio.caixa.gov.br/#/inicio
App para celular Android: play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio
App para celular iOS: apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331

A PF (Polícia Federal) alertou nesta semana ter detectado um aumento significativo de ameaças cibernéticas durante a crise do coronavírus. Uma das investigações identificou a invasão de 141 dispositivos eletrônicos, como câmeras de residências e babás eletrônicas, de casas de famílias, em 35 cidades.

O órgão alerta também que "criminosos fazem campanhas falsas para obter dados bancários e informações pessoais" que podem ser utilizados depois para cometer diversos tipos de fraudes.

Veja também:
Em São Paulo, botijão de gás segue em falta e é vendido a preços abusivos
O que faço se meu salário for reduzido pela empresa?

De acordo com o agente Erick Siqueira, do Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos da PF, as campanhas falsas são realizadas por e-mails, links, mensagens por aplicativos, ligações telefônicas entre outros canais.

Além de nunca clicar em links enviados por SMS, e-mail e WhatsApp, a polícia também orienta que os cidadãos tenham atenção com boletos falsificados: códigos de barras podem ser facilmente alterados. A dica é tirar dúvidas diretamente com o credor e emissor do boleto ou com a instituição bancária.

Outra linha relacionada ao momento de crise, é que se aproveitando das dificuldades financeiras, golpistas oferecem facilidades em refinanciamento de dívidas e empréstimos consignados. A recomendação é sempre lembrar que “não existe dinheiro fácil”.

As investigações da PF, neste momento, se concentram nos golpes aplicados por quem quer se aproveitar do pagamento do auxílio emergencial. O colunista de tecnologia da BandNews FM, Wharrysson Lacerda, explica que embora alguns golpes sejam sofisticados, com plataformas idênticas às do governo, por exemplo, a defesa é simples.

A principal delas é não clicar em nenhum link enviado. Wharrysson Lacerda alerta que o número de casos de golpes tende a aumentar, sempre que há um momento de crise ou data especial, como a Páscoa.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo