Estilo de Vida

Refrigerante causa câncer? Esses são os 5 PROBLEMAS GRAVES que o consumo da bebida pode causar à saúde

Bebida consumida mundialmente é a preferida de muitas pessoas, porém pode causar sérios danos à saúde

Copo de refrigerante

Ao menos uma vez na vida, você já experimentou refrigerante, correto? A bebida possui vários sabores e cada pessoa tem um preferido, consumindo até mesmo em excesso. Contudo, estudos mostram que esse excesso pode trazer danos à saúde.

Segundo o site Megacurioso, essas pesquisas apontam que o refrigerante pode ser viciante e se assemelha ao uso de drogas. Por isso, é importante aprender a fazer o uso corretamente da bebida. Além do fato de ser viciante, existem outros problemas no consumo desenfreado. Veja seis deles a seguir:

1. Problemas cardíacos

É perceptível pelo gosto que o refrigerante possui excesso de açúcares. E é fato que o consumo em excesso de açúcar traz riscos à saúde. Segundo estudo de 2012 da Harvard School of Public Health, consumir bebidas açucaradas diariamente eleva em 20% o risco de ataque cardíaco em homens.

2. Gordura no fígado

As matérias-primas de diversas dessas bebidas são sacarose e xarope de milho, que são riscas em frutose. A parte do corpo responsável por metabolizar a substância é o fígado e a alta ingestão de bebidas com açúcar, como o refrigerante, sobrecarrega o órgão, que deixa de metabolizar a frutose e transforma em gordura, com uma boa parte indo direto para o sangue em forma de triglicerídeos. O restante fica no fígado, podendo causar doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA).

LEIA TAMBÉM: O que acontece com o seu corpo quando você para de beber cerveja?

3. Resistência à insulina

A insulina leva a glicose do sangue para as células do corpo. Caso o consumo da bebida gaseificada e açucarada seja excessivo, as células ficam menos sensíveis à insulina. Nesse caso, o pâncreas começa a produzir mais insulina para retirar a glicose do sangue, aumentando assim as suas taxas. A resistência à insulina pode causar o desenvolvimento de diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

4. Agentes cancerígenos

Muitas pessoas não sabem, mas um estudo realizado pelo Center for Science in The Public Interest em 2012 revelou que o composto 4-metilimidazol tem ‘perfil cancerígeno’. Esse composto é utilizado em refrigerantes à base de cola para chegar na coloração marrom-escura. Na pesquisa foi constatado que os níveis de 4-metilimidazol eram maiores que os permitidos por lei, que posteriormente foi ajustado, mas que não elimina o fato de ser um agente maligno.

5. Diabetes tipo 2

Conforme informado no item 3, a resistência à insulina leva à diabete tipo 2. Entre as duas formas, são 537 milhões de adultos no mundo que sofrem com a doença, sendo 16,8 milhões de pessoas com a doença (7% da população) no Brasil, segundo a Federação Internacional de Diabetes. No tipo 2, os níveis de açúcar na corrente sanguínea são elevados. O consumo diário de uma lata de refrigerante aumenta o risco da doença em 1,1%.

⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅

LEIA MAIS:

Especialista dá dicas para evitar que frio afete sono no inverno

Confira 5 mitos sobre doação de sangue

Você toma café COM açúcar? Isso pode influenciar na sua expectativa de vida

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos