Entretenimento

Meghan Markle presenteia voluntários de ONG com vouchers do Starbucks

A duquesa de Sussex enviou um agradecimento simbólico aos militantes pela licença remunerada parental nos Estados Unidos.

Um tweet postado por Neil Sroka, diretor de comunicação da organização Paid Leave US, 1ue luta pelo direito da licença remunerada para mães e pais nos Estados Unidos, revelou que a duquesa de Sussex presenteou ele e os demais voluntários que estavam militando no Congresso dos Estados Unidos com vouchers da Starbucks.

Ele escreveu: “A Duquesa de Sussex (também conhecida como #MeghanMarkle) comprou para todos em @PaidLeaveUS algumas xícaras de café enquanto nós estamos trabalhando horas extras para #SavePaidLeave. Incrivelmente elegante e necessário. Verdadeiramente honrado em saber que ela nos apoia na luta para ganhar #PaidLeaveForAll”.

O voucher, no valor de $ 25 dólares, aproximadamente R$ 138 reais, foi enviado assinado pela Fundação Archewell, fundada por Meghan Markle e pelo príncipe Harry em 2020. O cartão dizia: “Olá, isso é só um presentinho para você continuar. Obrigado por tudo o que você faz. De Archwell”.

Leia +

Ainda através do Twitter, Neil escreveu: “Este tweet recebeu uma cobertura impressionante, então vou esclarecer: a Duquesa/ Archewell deu a CADA um de nossos funcionários $ 25 pela bebida quente. Talvez isso não signifique muito para alguns, mas para nossa equipe de luta para #SavePaidLeave foi uma surpresa agradável. Obrigado #MeghanMarkle”.

No final de outubro, Meghan Markle escreveu uma carta aberta a dois legisladores democratas norte-americanos em nome de pais e mães apelando sobre projetos de lei que garantam uma licença parental remunerada. Meghan endereçou seu apelo para Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes, e para Chuck Schumer.

Em seu primeiro discurso como presidente eleito, em 28 de abril deste ano, o presidente Joe Biden apresentou os detalhes de seu Plano para as Famílias Americanas, que inclui verba para oferecer licença maternidade e paternidade para milhões de pessoas. Porém, nada foi promulgado até agora. Hoje, apenas cerca de 21% dos trabalhadores americanos têm acesso à licença familiar remunerada por meio de seus empregadores. Isso torna os Estados Unidos o único país rico que não oferece um programa nacional de licença parental remunerada.

Segundo o The Sun, a duquesa de Sussex refletiu sobre a sorte que teve de poder tirar uma folga com Harry após o nascimento de Lili em junho. Ela disse: “Como qualquer pai, ficamos muito felizes. Como muitos pais, ficamos maravilhados. Como poucos pais, não fomos confrontados com a dura realidade de passar os primeiros meses críticos com nosso bebê ou de voltar ao trabalho. Sabíamos que poderíamos levá-la para casa e, nesse estágio vital (e sagrado), devotar tudo e qualquer coisa aos nossos filhos e à nossa família”.

Ela escreveu ainda: “A licença remunerada deve ser um direito nacional, em vez de uma opção de manta de retalhos limitada àqueles cujos empregadores têm políticas em vigor ou àqueles que vivem em um dos poucos estados onde existe um programa de licença. Se vamos criar uma nova era de políticas voltadas para a família, vamos nos certificar de que inclua um forte programa de licença remunerada para cada americano que seja garantido, acessível e encorajado sem estigma ou penalidade”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos