logo
Foto: Reprodução Instagram @clarencehouse / Foto: Reprodução Instagram @clarencehouse /
Entretenimento 19/04/2021

Príncipe Philip teria feito três pedidos a Príncipe Charles antes de morrer

Fotógrafo da Família Real garantiu que fontes lhe disseram que Príncipe Philip teria pedido que Charles cuidasse da Rainha.

Fotógrafo da Família Real disse que Príncipe Philip teria “falado francamente” com o Príncipe Charles nos seus últimos dias.

“Ele deve ter sido muito franco sobre o que esperava do seu funeral. Acho que o Duque sabia que estava próximo da morte e precisou instruir o seu filho primogênito”, disse Arthur Edwards, fotógrafo da Família Real britânica em entrevista ao canal britânico ITV, se referindo à visita que o Príncipe Charles fez ao pai enquanto estava internado no Hospital King Edward VII.

Foto: Reprodução ITV

Arthur Edwards é fotógrafo da Família Real britânica para o jornal The Sun desde 1977, quando foi contratado. Ele tem 80 anos e também é autor de cinco livros sobre a realeza. Em entrevista, ele também: “Você pode imaginar aquela conversa no hospital três semanas antes, quando ele foi convocado pelo Príncipe Philip para vir?”. Segundo ele, fontes no hospital disseram que o Duque teve uma conversa “plena, franca e sincera” com o filho.

Leia mais sobre a Família Real britânica:

De acordo com Edwards, que também fotografou o funeral no último sábado, 17, o Príncipe Philip teria pedido três coisas a seu filho mais velho antes de morrer e, entre seus pedidos finais, ele teria aconselhado Charles a cuidar da Rainha quando ele partisse. 

Sobre o funeral no sábado, Edwards disse ter acompanhado de perto mais um acontecimento marcante da realeza britânica. Sobre o Príncipe Charles, ele disse: “Claro que tudo estava passando por sua cabeça. Deve ter sido muito ruim para ele. Não apenas para ele, mas para Andrew, Edward e Anne. O Príncipe Philip foi um bom pai, ele foi um pai incrível”.

O segundo desejo de Philip, de acordo com as fontes de Edwards, seria que Charles deveria liderar a Família Real nos próximos anos. E, como terceiro pedido, Philip teria pedido para voltar para casa, para que pudesse morrer em sua própria cama, atrás das muralhas de sua residência oficial, o Castelo de Windsor. “A rainha é o chefe de Estado, mas Philip sempre foi o chefe da família e tomava todas as grandes decisões. Ela perdeu todos os seus membros próximos (da família), a rainha-mãe, é claro, sua irmã e agora seu adorável marido”, finalizou.

O funeral

O Duque de Edimburgo, marido da Rainha Elizabeth, foi sepultado no Castelo de Windsor, no último sábado, 17. Devido à pandemia, apenas 30 pessoas, a maioria parentes próximos, compareceram ao funeral. O Príncipe Philip, faleceu no dia 9 de abril, aos 99 anos, após um período de internação hospitalar devido a complicações ocasionadas por uma cirurgia no coração.

Antes do culto religioso, uma procissão cerimonial solene dentro do terreno do Castelo de Windsor levou o corpo do Duque de Edimburgo até a capela. O príncipe Charles foi o guia da procissão, acompanhado por seus filhos, príncipes Harry e William. Outros membros da realeza também se juntaram à procissão após o cortejo inicial, incluindo os outros três filhos de Philip e da rainha Elizabeth: a Princesa Anne, o Príncipe Andrew e o Príncipe Edward, e também seus respectivos cônjuges. A Rainha Elizabeth foi transportada de carro até a capela.

Foto: Reprodução Instagram @kensingtonroyal
Foto: Reprodução Instagram @kensingtonroyal

Um porta-voz de Downing Street confirmou que o Primeiro-Ministro britânico Boris Johnson não iria ao funeral dias antes. O político decidiu ceder o seu lugar para pessoas mais próximas do Príncipe Philip. Após o funeral, a família permanece em luto por duas semanas, segundo o protocolo real. Isso significa que eles continuarão a usar suas faixas de luto em todos os compromissos públicos.

Foto: Reprodução Instagram @clarencehouse
Foto: Reprodução Instagram @clarencehouse

Um dia após a morte de Philip, o Príncipe Charles divulgou um vídeo no qual falou em nome da Rainha oficialmente sobre o falecimento do pai. Como filho primogênito de Elizabeth e Philip, ele foi o primeiro membro da Família Real a se pronunciar publicamente.

“Gostaria de dizer em particular que meu pai, suponho que nos últimos 70 anos, prestou o serviço mais notável e dedicado à Rainha, à minha família e ao país, mas também a toda a Comunidade. Como vocês podem imaginar, minha família e eu sentimos muita falta do meu pai. Ele era uma figura muito amada e apreciada e, além de tudo, eu posso imaginar, ele ficaria profundamente comovido com o número de pessoas aqui e em outros lugares ao redor do mundo e na Comunidade, que compartilham nossas perdas e tristezas”, disse Charles.