Social

Mesmo com ordem de restrição, homem consegue agredir a ex-companheira

Um médico foi preso e deverá responder pelos crimes de agressão contra sua ex-companheira após desrespeitar uma ordem de restrição.

Um homem foi preso após ser acusado de torturar sua ex-namorada mesmo após ela conseguir uma ordem de restrição contra ele.

Conforme publicação feita pelo Meganoticias, o acusado, que é médico, foi preso após violar uma ordem de restrição e realizar diversas agressões contra a mulher.

Ele foi denunciado pela ex-namorada após tê-la amarrado, roubado e torturado raspando seus cabelos. O médico de 43 anos segue preso durante a investigação.

O caso aconteceu na região de Mar del Plata, na Argentina.

Histórico de ameaças e violência doméstica

Segundo a denúncia realizada pela vítima, ela foi agredida pelo homem quando estava acompanhada por usa mãe de 73 anos. Tanto ela quanto a idosa teriam sido agredidas pelo médico no bairro em que residem, no centro da cidade de Colón.

A vítima relata ter sido surpreendida pelo ex-companheiro, contra o qual possui uma ordem de restrição. Ele pediu para entrar no apartamento alegando precisar com urgência de uma medicação armazenada no local.

Ao abrir a porta, a mulher o encontrou junto a outras três pessoas, que ela não conseguiu identificar. Os quatro se lançaram sobre a vítima, atingindo a ela e a sua mãe.

Confira também:

Após a abordagem inicial, a vítima foi espancada e torturada pelos quatro indivíduos. Eles teriam roubado ao menos 50 mil pesos argentinos e mil dólares americanos.

A identidade do ex-companheiro da mulher foi revelada graças as câmeras de segurança do local. A polícia segue em busca dos outros três indivíduos envolvidos no caso.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos