Social

Egito restaura estrada que liga os templos de Luxor e Karnak

Após a finalização do processo de restauração, a reabertura da estrada de 3400 anos foi comemorada com uma grande cerimônia.

Uma grande cerimônia foi realizada para celebrar a abertura de uma estrada de 3.400 anos que liga os templos de Luxor e Karnak, no Egito. A restauração e a cerimônia de inauguração buscaram revitalizar o turismo no Egito, destacando um dos principais pontos turísticos do país.

Conforme a notícia divulgada pelo The Guardian, a procissão para comemorar a reabertura da estrada aconteceu na última quinta-feira.

Ela incluiu uma reconstituição do antigo festival de Opet, no qual estátuas de divindades desfilavam anualmente durante a era do Novo Império em celebração à fertilidade e à cheia do rio Nilo.

Abdel Fatah-al-Sisi, atual presidente egípcio, caminhou pela estrada, de 2,7km, durante o início da cerimônia. Além dele, o desfile contou com carruagens faraônicas e mais de 400 jovens caracterizados em trajes faraônicos.

Revitalização do turismo

A revitalização da estrada marca mais uma etapa do projeto de revitalização e incentivo ao turismo no Egito. Também conhecida como Estrada dos Rams, ou avenida das Esfinges, a estrada é ladeada por centenas de esfinges com cabeça de carneiro e humana, muitas das quais sofreram com os efeitos de erosão ao longo dos anos.

Desde sua descoberta, em 1949, a estrada passou por diversos processos de restauração, sendo que o mais recente foi iniciado em 2017 e finalizado recentemente.

Confira também:

O turismo é uma das principais forças de geração de emprego e capital no Egito, que agora faz um esforço constante para atrair de volta os viajantes que se afastaram em decorrência da pandemia.

Este não foi o primeiro grande evento realizado pelo governo egípcio para celebrar a cultura do país. Em abril, 22 múmias reais de Luxor e do Vale dos Reis desfilaram em cortejo entre o Museu Egípcio do Cairo e sua nova casa no Museu Nacional da Civilização Egípcia.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos