Social

Pai afegão é forçado a vender sua filha de 9 anos como noiva e implora ao homem que a comprou para não bater nela

O momento angustiante em que a menina deixa a casa de seus pais foi compartilhado nas redes sociais.

Homem vende a filha de 9 anos para alimentar a família

Um pai afegão foi forçado a vender sua filha, Parwana Malik, de 9 anos de idade para um homem de 55 anos. Com os o valor, recebido em forma de dinheiro, ovelhas e terras, ele acredita que conseguirá alimentar sua família por alguns meses, enquanto sua esposa ainda busca por ajuda humanitária.

Conforme publicação feita pelo The Sun, Abduk Malik, pai da pequena Parwana, implorou a Qorban que não machucasse sua filha.

Em imagens emocionantes divulgadas pela CNN é possível ver o momento em que o homem se emociona ao dizer: “Esta é sua noiva. Por favor, cuide dela. Você é o responsável agora, por favor, não bata nela”.

Vender a filha foi a última alternativa da família para conseguir alimentos por algum tempo. Assim como os Malik, muitas outras famílias seguem em situação precária no Afeganistão e acabam vendendo suas filhas para casamentos como forma de sobreviver.

A família de Parwana mora em um campo de deslocados na província de Badghis e sobrevive com ajuda humanitária. Após a retomada do poder pelo Talibã, a economia do país se deteriorou e agravou a situação.

Há apenas alguns meses, Abdul foi forçado a vender a irmã mais velha de Parwana para conseguir sobreviver com sua família. “Meu pai me vendeu porque não temos pão, arroz ou farinha. Ele me vendeu par um velho”.

Ao trocar a filha por dinheiro ele espera garantir a sobrevivência de sua família por algum tempo

Em entrevista para CNN, Abdul afirmou que está “quebrado” de culpa por vender suas filhas. Mesmo com seus esforços para procurar emprego e sua esposa implorando por comida a situação da família segue precária. “Somos oito membros. Tenho que vender para manter os outros vivos”.

A criança esperava poder mudar a opinião de seus pais, pois não queria deixar sua família ou sua educação. Ela tinha o sonho de ser professora.

Durante a troca, Qorban concordou em não bater na menina, pouco antes de agarrar seu braço e a levar para porta sob o olhar de seu pai. A menina tentou lutar para permanecer em casa e firmou os pés no chão, mas foi levada pelo homem.

Segundo ele, Parwana será criada como sua filha e afirmou já ter uma esposa. “Era barato, seu pai é muito pobre e precisa de dinheiro. Ela vai trabalhar na minha casa. Não vou bater nela. Vou tratá-la como se fosse da família. Serei gentil”, declarou Qorban.

Confira também:

Por sua vez, Abdul segue buscando uma outra forma de sustentar a família. “Não temos um futuro, nosso futuro está destruído. Terei que vender outra filha se minha situação financeira não melhorar, provavelmente minha filha de dois anos”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos