Social

Talibã mata três pessoas durante festa de casamento no Afeganistão

Supostos combatentes do Talibã teriam entrado na festa de casamento e disparado contra os convidados por conta da música que tocava no local.

3 são mortos e 10 feridos durante festa de casamento no Afeganistão

Segundo testemunhas, três combatentes do Talibã abriram fogo contra os convidados de uma festa de casamento no Afeganistão. O ataque foi motivado pela música que tocava no local da comemoração.

Conforme a notícia divulgada pelo The Mirror, ao menos 10 pessoas foram feridas e 3 mortas no ataque que ocorreu durante a comemoração de um casamento comunitário.

Quatro casais comemoravam seus casamentos quando três homens, identificados como combatentes do Talibã, entraram no local exigindo que a música fosse suspensa. Eles teriam disparado contra os convidados ferindo ao menos 10 pessoas e matando outras três.

Apesar de terem se identificado como combatentes do Talibã, o porta-voz do grupo extremista, Zabihullah Mujahid, negou que a abordagem tenha sido realizada por ordem do governo e confirmou que os homens envolvidos foram presos.

O ataque aconteceu durante a comemoração de um casamento comunitário

A ação teria acontecido na sexta-feira, 29 de outubro. “Na noite passada, no casamento de Haji Malang Jan no vilarejo Shamspur Mar Ghundi de Nangarhar, três pessoas que se identificaram como combatentes do Talibã entraram no local e pediram que a música parasse de tocar”, relatou Mujahid.

Segundo ele, três pessoas foram mortas no local e diversos outros convidados foram feridos. “Dois suspeitos foram presos pelo Talibã por terem ligação com o incidente, o terceiro envolvido está sendo procurado. Os homens capturados, que usaram o nome do Emirado Islâmico para realizar sua rivalidade pessoal, foram entregues para enfrentar a lei islâmica”.

Confira também:

Uma testemunha, que participava da comemoração, declarou à BBC que a festa era em comemoração a um casamento comunitário, onde quatro casais celebravam sua união.

Eles teriam a permissão de um líder local do Talibã para tocar música gravada na área da celebração que tinha apenas mulheres.

Durante a noite, os homens armados teriam forçado a entrada antes de tentar quebrar os alto-falantes. Depois de serem questionados pelos convidados, os homens abriram fogo.

No governo anterior do Talibã, a música era proibida no país. Até o momento o novo governo ainda não emitiu qualquer ordem de proibição relacionada a música.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos