logo
Social
Representação / Imagem de Free-Photos por Pixabay Representação / Imagem de Free-Photos por Pixabay
Social 30/07/2021

Gaivotas famintas atormentam as pessoas

Embriagadas após comerem ‘formigas voadoras’, as gaivotas vêm atormentando a vida dos pedestres no Reino Unido.

Uma cidade inglesa está enfrentando uma horda de gaivotas famintas, enfurecidas e risonhas. Conforme notícia do The Mirror, a cidade de Merseyside vê sofrendo com a grande população destas aves. A situação se tornou ainda mais preocupante depois que foi prevista uma onda de formigas voadoras na cidade.

No início do mês, um homem que passeava com seu cachorro em Widnes, Cheshire, foi ferido no couro cabeludo após o ataque de gaivotas. Natalie Stewart, de 28 anos, disse que seu pai ficou em estado de choque depois de ter sido atacado pelos pássaros.

Em declaração ao jornal local, ela disse: “(A gaivota) Estava em cima do poste como sempre, gritando muito alto e depois voou. Ele se abaixou para evitar o pássaro e apenas continuou caminhando. A próxima coisa que sentiu foi a ave batendo na parte de trás de sua cabeça”.

Gaivotas famintas e embriagadas

Assim como Natalie, outras pessoas reforçaram o fato de que as gaivotas estão cada vez mais ousadas. Contudo, especialistas alertam que elas podem ficar ainda mais raivosas nos próximos dias. Isso se deve ao fenômeno das formigas voadoras, inseto que chega à região no período do verão.

Muitos moradores de Liverpool notaram as formigas abrindo as asas e curtindo um voo ao longo desta semana. Na verdade, elas estão buscando formigas de outras colônias para acasalar.

Confira também:

Especialistas dizem que o voo nupcial é parte crucial do desenvolvimento do inseto, permitindo que se reproduzam e gerem dezenas de outras criaturas. Mas afinal, o que isso tudo tem a ver com os ataques de gaivotas?

A Dra. Rebecca Nesbit, entomologista da Sociedade de Biologia, explica que as gaivotas parecem “bêbadas” depois de se banquetear das formigas porque esta espécie de inseto, em específico, produz ácido fórmico. Este ácido tem a capacidade de entorpecer as gaivotas.

Segundo a especialista, a ingestão de grande quantidade destes insetos explica o motivo pelo qual as aves não estão fugindo de situações de perigo. Fato que também fez aumentar o medo de novos ataques de gaivotas.