Foco

Grife coloca manequim negro quebrando vidraça de loja em shopping

Imagens, associadas a racismo, viralizaram nas redes; marca voltou atrás e retirou o boneco

Reserva causa polêmica em shopping com manequim negro

A grife Reserva causou polêmica ao colocar um manequim negro quebrando uma vidraça da loja no Shopping Barra, em Salvador, na Bahia. As imagens, associadas a racismo, viralizaram nas redes sociais. A marca voltou atrás e retirou o boneco.

O manequim ficava na parte de fora da loja e representava um rapaz que estaria correndo para o interior da Reserva e se chocando contra o vidro. O boneco parecia estar arrombando a vitrine.

Pessoas questionaram o motivo da marca ter usado um manequim preto e não branco na ação de marketing. “A loja Reserva do Shopping Barra colocou um manequim preto quebrando a vidraça do estabelecimento como se estivesse invadindo. Isso é racismo escancarado, nem sei como reagir”, escreveu a comunicóloga Ashley Malia no Twitter.

Os comentários seguiram nas redes sociais, desaprovando o posicionamento da ação de marketing.

O vereador da Câmara Municipal de Salvador Sílvio Humberto (PSB) destacou que a violência sofrida por corpos pretos é naturalizada. “No momento em que loja Reserva monta a sua vitrine com um manequim negro quebrando a vidraçaria, como ocorrido na loja do shopping Barra, em Salvador, ou de ponta-cabeça, como em 2016 no RS, é mais uma comprovação da naturalização das violências sobre os corpos negros”, comentou Sílvio, também em seu perfil no Twitter.

Em nota, a Reserva informou que o manequim fazia parte da vitrine chamada de “Loucuras pela Reserva” e que “não teve como objetivo ofender qualquer pessoa ou disseminar ideias racistas e sim divulgar a liquidação da marca’'.

Problema recorrente

Como lembrando pelos internautas, esta não é a primeira vez que shoppings da Bahia tem problemas relacionados a ações racistas. Em 2018, um jovem tentou pagar o almoço para uma criança que vendia chicletes na rua no Shopping da Bahia e seguranças do estabelecimento tentaram impedi-lo.

Na ocasião, a cena também foi gravada e gerou problemas ao shopping e o afastamento dos funcionários envolvidos.

RECOMENDAMOS:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos