Foco

Testou positivo para covid? Prefeitura de SP orienta sobre quando tomar a dose de reforço

Pacientes devem esperar quatro semanas após início dos sintomas

'Flurona' une covid-19 e Influenza

Diante do aumento de novos casos de covid-19, impulsionados pela variante ômicron, muitos ficam na dúvida se podem tomar a dose adicional da vacina após testar positivo. A Prefeitura de São Paulo orienta que, seguindo diretrizes do Ministério da Saúde, a pessoa deve esperar quatro semanas após o início dos sintomas para receber o imunizante.

Já aqueles que são assintomáticos, ou seja, não apresentam nenhum sintoma, devem esperar quatro semanas, contando a partir do primeiro exame de PCR positivo.

Depois desse período, segundo a prefeitura, é imprescindível procurar um posto de saúde para receber a dose de reforço do imunizante, visto que, para completar o esquema vacinal é necessário tomar todas as doses.

LEIA TAMBÉM:

A prefeitura destaca que a variante ômicron e a alta transmissibilidade faz da dose adicional algo ainda mais essencial, pois mesmo após duas doses da vacina foi observado uma queda dos anticorpos.

Ainda conforme a administração municipal, a aplicação da dose adicional proporciona o aumento da quantidade de anticorpos circulantes no organismo, que são essenciais para evitar o agravamento ou morte pelo vírus.

O público que recebeu a segunda dose há pelo menos quatro meses já pode tomar a dose de reforço.

No posto de vacinação, é obrigatório apresentar um documento de identificação, preferencialmente CPF e cartão SUS, além da carteirinha de vacinação contra a covid-19, físico ou digital, para comprovar o recebimento das doses anteriores.

Mais informações e a lista dos postos de vacinação podem ser encontradas no site Vacina Sampa.

Clique aqui para saber quais os intervalos entre as doses dos imunizantes

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos