Foco

Saiba como trio de amigos planejou morte de garota de 18 anos em Goiás

Assassinato aconteceu porque uma das envolvidas acreditava ser psicopata e queria saber como se sentiria após o crime

Os três suspeitos de matar Ariane de Oliveira, de 18 anos, em Goiânia (Goiás), planejaram o crime um dia antes de cometê-lo, segundo apurou a Polícia Civil. A informação é do G1.

O assassinato aconteceu, ainda de acordo com as investigações, porque uma das envolvidas – Raíssa Nunes Borges, de 19 anos, acreditava ser psicopata e queria entender como se sentiria após matar uma pessoa.

LEIA TAMBÉM:

  1. Polícia apreende carga de 6,8 mil óculos piratas do Paraguai
  2. VÍDEO: idosa desmaia ao volante e invade loja de carros
  3. Gaviões da Fiel afasta por três anos diretor de bateria que agrediu ex-mulher; expulsão foi descartada
  4. Call-center do crime em SP tinha estrutura de empresa

Raíssa, Jeferson Cavalcante Rodrigues, de 22 anos, e Enzo Jacomini Carneiro Matos, de 18, foram presos na última quarta-feira (dia 15).

Até onde se sabe, o trio se organizou para cometer o crime dentro de um carro. Uma lista com três possíveis vítimas foi montada, e a escolha por Ariane se deu pelo fato de ela ser pequena e, consequentemente, mais fácil de segurar caso houvesse resistência.

A emboscada

Os amigos chamaram a vítima para lanchar e a buscaram em casa. No trajeto, colocaram uma música sobre homicídio e, em um determinado momento, o motorista estalou os dedos, sinal para que Ariane fosse executada. Além de asfixiada, a vítima recebeu golpes de faca.

O veículo que foi buscar Ariane no local combinado para o que era para ser um passeio já estava forrado com saco de lixo no porta malas.

A garota desapareceu no dia 24 de agosto. Seu corpo foi encontrado em uma mata seis dias depois.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos