logo
Foco
'Gatinha da Cracolândia', Lorraine Cutier Bauer Romeiro, presa em SP / Reprodução/Instagram'Gatinha da Cracolândia', Lorraine Cutier Bauer Romeiro, presa em SP / Reprodução/Instagram
Foco 23/07/2021

‘Gatinha da Cracolândia’ tem prisão convertida em preventiva pela Justiça

Lorraine Romeiro, 19, foi flagrada pela polícia vendendo drogas na região central de SP

Por : Metro World News

A jovem Lorraine Cutier Bauer Romeiro, de 19 anos, conhecida como “Gatinha da Cracolândia”, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pela Justiça nesta sexta-feira (23). Ela é acusada de traficar entorpecentes na região central de São Paulo e foi flagrada pela polícia em tendas no meio do fluxo de usuários.

A jovem foi detida na quinta-feira (22) no município de Barueri, na Grande São Paulo, como parte da Operação Carontes. Ao ser levada pelos policiais, ela confessou que tinha entorpecentes escondidos em um hotel na região da Cracolândia.

Leia também:

Lorraine se apresentava nas redes sociais como influencer. Segundo a Polícia Civil, a “gatinha” costumava ostentar com fotos com objetos de luxos e durante viagens, tudo com o dinheiro obtido pela venda de drogas juntamente com o namorado, André Luís Almeida, que também está preso por tráfico.

A jovem, que tem uma filha de 1 ano de idade, já cumpria prisão domiciliar desde o dia 30 de junho, mas voltou a ser flagrada pelos policiais comercializando as drogas e teve o pedido de prisão feito pelas autoridades.

Agora, com a prisão preventiva, ela deve permanecer detida até a conclusão do processo.

'Gatinha da Cracolândia' e namorado, em SP
Reprodução/Polícia Civil
‘Gatinha da Cracolândia’ foi flagrada em investigação vendendo drogas em SP

Investigação

Imagens de um relatório da investigação mostram Lorraine vendendo drogas dentro de tendas na Cracolândia, ao lado do namorado. Segundo a investigação, ela também era responsável por levar os entorpecentes para abastecer os locais onde eles eram escondidos.

Ao ser presa, ela indicou onde escondia os entorpecentes para a venda aos usuários. Durantes buscas, as drogas foram encontradas em um prédio abandonado. O local, segundo a investigação, era usado por outros traficantes para esconder os entorpecentes. O porteiro foi preso em flagrante.

De acordo com o delegado Roberto Monteiro, da 1ª Delegacia Seccional do Centro, o objetivo da operação era desvendar a dinâmica do tráfico de drogas.