Estilo de Vida

Pai compartilha bilhete comovente enviado pela professora de sua filha

Ele compartilhou a imagem mostrando a mensagem comovente enviada pela professora de sua filha.

Um homem utilizou as redes sociais para compartilhar uma mensagem enviada pela professora de sua filha, que está no jardim de infância. Ele ficou emocionado com o texto enviado pela professora ressaltando a atitude “extremamente gentil” de sua filha com outra criança.

Conforme a publicação feita pelo The Mirror, o homem explicou que a mensagem foi enviada pela professora depois que sua filha decidiu fazer amizade com um de seus colegas que é autista e em “comunicação limitada”;

A professora enviou a mensagem elogiando as atitudes da menina.

A mensagem dizia: “Eu só queria que você soubesse que sua filha tem sido extremamente gentil, compassiva, atenciosa, paciente e receptiva com um de seus colegas de classe. Isso aquece meu coração”.

“Ela está realmente se esforçando para incluir e se comunicar com um dos alunos que tem comunicação limitada. Ela até tentou usar o reforço positivo (adesivos) para fazê-lo usar o banheiro alguns dias atrás. Você deveria ficar orgulhoso dela! Está fazendo um trabalho fantástico ao criá-la!”, escreveu a professora.

Ele se emocionou com a mensagem enviada pela professora

Emocionado, o homem relatou que ele e sua companheira foram às lágrimas com a mensagem e com o comportamento de sua filha.

Em sua publicação no Reddit, o homem recebeu diversos comentários dos usuários o elogiando por suas habilidades parentais.

Confira também:

Uma pessoa comentou: “Isso aquece meu coração. Juro como pai, nada me deixa mais orgulhoso do que ouvir esse tipo de comentário”.

Outro respondeu: “Aposto que isso trouxe lágrimas aos seus olhos. Não vou mentir, fiquei emocionado”.

O pai ainda respondeu a uma pessoa que perguntou se ele tinha alguma dica sobre como criar filhos que tenham empatia: “Honestamente, acho que muito disso tem a ver com a natureza dela ser bondosa. Como pais, apenas lhe damos amor e a ouvimos quando está chateada. Dizemos a ela para cuidar das crianças menores. Acho que ensinar compaixão vem de ser compassivo”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos