logo
Foto: Pexels /
Estilo de Vida 19/04/2021

Skincare: qual a idade certa para começar a cuidar da pele?

O envelhecimento da nossa pele é causado por fatores externos e internos. Conheça aqui quais os cuidados essenciais em cada fase da vida.

Certamente você já se fez essa pergunta. E mais: será que a sua rotina de pele condiz com a sua idade? Confira as dicas que preparamos.

Com o tempo, nosso organismo vai perdendo a capacidade de eliminar radicais livres formados durante o processo metabólico normal. Esta é uma das principais causas do envelhecimento da pele, junto com a ação da radiação ultravioleta e demais agressores externos. 

Pode-se classificar o processo de envelhecimento da pele sob duas causas básicas: cronológico, que é caracterizado pelas alterações genéticas e metabólicas que levam à perda constante de colágeno e degeneração tecidual; e extrínseco, que está ligado aos efeitos dos fatores externos, como luz e poluição.

O envelhecimento fotoinduzido, por exemplo, inicia-se entre entre os 25 e 30 anos, quando há exposição solar diária e depende da quantidade de radiação solar recebida. Os primeiros sinais são o aspecto espesso da pele, manchas pigmentadas e surgimento progressivo de marcas de expressão. Vale ressaltar que a oxidação de proteínas, DNA, RNA e ácidos graxos das membranas das células são outros fatores que causam o envelhecimento.

Leia mais sobre skincare:

Contra o tempo, não há o que fazer, nossa pele vai envelhecer, assim como todos os demais órgãos do nosso corpo. Fato. Mas, o que podemos fazer, é retardar esse envelhecimento e fazer com que esse processo seja saudável para o maior órgão do nosso corpo: a pele.

A partir dos 30 a 45 anos, inicia-se o envelhecimento natural, que está relacionado aos efeitos do tempo e às alterações hormonais. Um dos primeiros sinais é o surgimento das linhas finas de expressão e a perda de elasticidade. “A prevenção do envelhecimento da pele deve ter início a partir dos 25 a 30 anos, com uso de cremes com ativos anti-idade. Antes desse período, essa prevenção é feita imprescindivelmente com uso diário de filtro solar com FPS no mínimo 30, mesmo em ambientes fechados e em períodos chuvosos, sendo necessária reposição a cada 2 horas”, disse a médica dermatologista Marcele Trindade dos Santos, em entrevista ao blog da Adcos.

A limpeza é o começo de toda rotina de cuidados com a pele

Manter uma rotina de limpeza diária também é essencial para atenuar os efeitos do envelhecimento. Isso porque, ter uma pele limpa é o primeiro passo para uma pele saudável. Mas, antes de iniciar qualquer tratamento, você precisa se consultar com seu dermatologista para que seja feito um diagnóstico correto das necessidades da sua pele. “Para mantermos a pele saudável, devemos seguir, independentemente da idade e do tipo de pele, três etapas de tratamento: limpeza, hidratação e fotoproteção”, disse a médica dermatologista Dailana Louvain, em entrevista ao blog do Dermaclub.

Por mais que a pele esteja firme, a médica Dailana explica que os 20 anos é a idade ideal para iniciar o tratamento que vai retardar os sinais de envelhecimento da pele. “A vitamina C tópica neutraliza os radicais livres, grupos orgânicos que se ligam à outras espécies do nosso corpo, acelerando o aspecto envelhecido, além de estimular a produção de colágeno e favorecer o clareamento”. Outro produto que precisa ser introduzido na rotina de cuidados com a pele a partir dessa idade é o filtro solar: “Uma boa opção são os fotoprotetores com cor de base”, recomenda a médica.

20 anos

Aos 20 anos também é hora de iniciar a reposição de Vitamina E, retinóides, ácido azelaico, ácido glicólico e ácido ferúlico, que reduzem a ação oxidante dos radicais livres, além de aumentar a elasticidade e a firmeza da pele, estimulando a produção de colágeno.

30 a 50 anos

Ao chegar aos 30 anos, a maioria das mulheres tem alterações hormonais que promovem uma acentuada diminuição na hidratação e na firmeza da pele. A partir dessa idade, nosso corpo começa a perder 1% de colágeno ao ano. É a partir dessa faixa etária que produtos com ácido hialurônico são os mais indicados, porque ele contribui para melhorar a firmeza e a produção de colágeno e elastina. Em outras palavras, quando você repõe o ácido hialurônico perdido pelo metabolismo natural dessa idade, você está retardando a perda de sustentação da pele que se inicia a partir dos 30.

“A hidratação deve se estender até a região do pescoço e colo, dando preferência a dermocosméticos livres de óleo e associados à substâncias antioxidantes, além de fotoproteção solar adequada”, explica a médica Dailana Louvain.

50 anos em diante

A partir dos 50 anos o ideal é utilizar retinóides, ácido glicólico e ácido lático em concentrações maiores do que usadas na faixa etária anterior. Essas substâncias vão promover a renovação celular, atenuar as rugas e facilitar a produção de colágeno. Esses produtos podem e devem conter em suas fórmulas substâncias hidratantes, tensores e despigmentantes para uma melhor ação contra os efeitos do tempo na pele.

“Procedimentos complementares como lasers, peelings, toxina botulínica, preenchimento e lifting podem ser recomendados com a finalidade de amenizar os sinais do tempo na pele”, finaliza Dailana.