logo
Foto: Unsplash /
Estilo de Vida 31/03/2021

Skincare: O que diz a ciência sobre os efeitos da Vitamina C na pele

Esse ingrediente foi inserido pela primeira vez em cosméticos em 1933 e, de lá para cá, vem sendo aplicado em diferentes texturas de cremes.

Mas, afinal, o que diz realmente a ciência sobre a comprovação dos efeitos da Vitamina C na nossa pele? Quais estudos já foram feitos? E quais os benefícios de cada uma delas? Nós te contamos.

Que as vitaminas são essenciais para o nosso corpo, isso nós já sabemos. Também não é novidade que os dermocosméticos tragam essas substâncias que já provaram ser benéficas para a saúde e beleza da nossa pele. A Vitamina C é uma substância conhecida por seu potencial antioxidante e por seus efeitos preventivos e de reversão dos sinais do envelhecimento.

Além disso, a substância ajuda na síntese do colágeno e potencializa a proteção dos fotoprotetores. Esse ingrediente foi inserido pela primeira vez em cosméticos em 1933 e, de lá para cá, vem sendo aplicado em diferentes texturas de cremes.

Leia mais sobre skincare:

Um estudo feito pelos pesquisadores do Departamento de Patologia da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, concluiu que a Vitamina C promove a síntese do colágeno na pele e também previne a degradação dessa proteína. É por esse motivo que a pele apresenta mais fibras, resultando em uma maior firmeza e menos linhas finas de expressão.

Pesquisadoras da Universidade do Itajaí, em Santa Catarina, também analisaram os efeitos da Vitamina C com relação ao envelhecimento da pele. No estudo, elas concluíram que, quando usada na pele em concentrações e períodos adequados, a Vitamina C retarda o envelhecimento a partir de três processos: síntese de colágeno, despigmentação e ação antioxidante.

Outra pesquisa, feita pelo departamento científico da Adcos e apresentada no Congresso Internacional de Dermatologia, buscou analisar os efeitos da Vitamina C em uma concentração de 20%. Os pesquisadores concluíram que a fórmula estudada levou a uma melhora clinicamente aparente da pele fotodanificada. Eles constataram também a redução do número de rugas e a melhora da textura da pele (rugosidade e poros), além da diminuição das manchas visíveis, apresentando um efeito iluminador efetivo a pele global do rosto. O produto estudado, com concentração de 20% de Vitamina C, melhorou a estrutura da epiderme e promoveu uma distribuição mais uniforme das fibras de colágeno.