Entretenimento

Carmo Dalla Vecchia é alvo de ataque homofóbico na web; veja a resposta do ator

Prints foram compartilhados em seu perfil no Instagram

Carmo Dalla Vecchia divulga mensagem homofóbica que recebeu

O ator Carmo Dalla Vecchia foi alvo de ataque homofóbico nas redes sociais. Na última segunda-feira (4), ele compartilhou as mensagens de ódio, revelando que até seu filho, de apenas 3 anos, foi citado. O menino é fruto de seu casamento com o autor João Emanuel Carneiro.

“Teus filhos vão ser gays igual você. Tu vai ensiná-los a ser assim. É por isso que o mundo está repleto de vocês. Porque vocês influenciam garotos a serem assim. Seus vermes!”, dizia o texto.

O ator compartilhou qual foi sua resposta: “Será que os seus sairão iguais a você? Se saírem eu os abraço também. Eu entendo... Faltou amor, carinho, afeto... Deve ter sido difícil. E pela sua fala continua sendo. Não te responderei mais porque talvez só alimente sua ira. Mas desejo profundamente que evolua. Mas se meu filho for gay, acho que vou amar mais ainda. Se isso for possível. Acho que não. Já amo até o céu sendo ele quem quiser ser”.

Carmo Dalla Vecchia compartilhou os prints em seu feed no Instagram sob a legenda “Vida que segue e segue linda e colorida… tomara que para todos”.

Confira:

Nos comentários, o ator recebeu muitas manifestações de apoio. “Tamo junto, meu querido”, “Só amor por vocês”, “Te amo muito e não é pouco” e “Só o amor salva” foram algumas das mensagens deixadas na página de Carmo Dalla Vecchia.

Carmo Dalla Vecchia e sexualidade

Carmo Dalla Vecchia falou pela primeira vez sobre sua sexualidade publicamente em julho do ano passado. O ator se declarou para o marido, João Emanuel Carneiro, durante sua participação na Super Dança dos Famosos.

Carmo Dalla Vecchia falou pela primeira vez sobre sua orientação sexual há cerca de um ano

Carmo fez uma homenagem ao autor das novelas “Avenida Brasil” e “Segundo Sol” após se apresentar ao som de We Are Family, do grupo Sister Sledge. Ele também mandou um recado carinhoso para o filho de ambos, Pedro.

“É uma música que fala basicamente sobre sororidade, sobre empatia e sobre família. E eu gostaria de fazer uma homenagem muito grande à minha família, mandar um beijo grande e declarar o meu amor ao meu filho, Pedro, e ao meu marido, João”, disse na época.

“Gostaria muito de declarar meu amor aos dois. Acho muito importante esse posicionamento para que outras pessoas também possam ver isso e se sentir iguais. Sou um cara extremamente feliz, extremamente realizado, com uma profissão que eu amo, com amigos, com uma família que me aceita exatamente do jeito que eu sou”, continuou.

“Só que a gente vive em um país em que não necessariamente é assim. Então, se meu exemplo pode servir para ajudar outras pessoas, para ter essa representatividade, eu fico muito feliz de ser essa pessoa», afirmou. Dalla Vecchia também alertou para o alto número de pessoas trans mortas no Brasil:«E gostaria de falar também que temos um recorde no Brasil muito triste. Nós somos o país que mais mata trans do mundo, mulheres travestis e transexuais. É uma coisa muito triste e muito feia. Isso fala da nossa educação, ou da falta dela. Isso é algo em que as pessoas deveriam pensar de uma maneira muito séria”, finalizou.

LEIA TAMBÉM:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos