logo
Entretenimento
 /
Entretenimento 01/09/2021

Dono de startup, André deixa a 8ª temporada do ‘MasterChef Brasil’

André não foi salvo pelos colegas do mezanino e enfrentou a prova de eliminação do cuscuz, junto com a cozinheira Amanda

O empresário André, de 32 anos, é o nono eliminado da oitava temporada do “MasterChef Brasil” (Band) avaliando cozinheiros amadores. “O seu prato não ficou bom”, disse a chef Helena Rizzo após o término da prova de eliminação. 

Durante o feedback, os jurados afirmaram que André fez um cuscuz muito seco e que faltou hidratar a mistura e deixar mais tempo no vapor e temperar. Outro problema no prato apresentado por ele foi o frango e o excesso de gordura deixada no molho.  André competiu com Amanda, que subiu ao mezanino, mas foi avisada por Henrique Fogaça que essa poderia ser a última chance no MasterChef.

LEIA MAIS:

Natural de São Paulo, André entrou na competição em busca de reconhecimento e do troféu de melhor cozinheiro amador do Brasil, mas também para se testar em um ambiente onde o relógio é o seu pior inimigo.  “Não tenho estratégia e decidi ser eu mesmo, mas tenho medo de me perder, correr no mercado e não pegar tudo o que eu preciso”, confessou o empresário ao entrar no programa. 

Durante o programa, André foi salvo da eliminação em outros episódios, mas, desta vez, ele não recebeu o apoio dos colegas cozinheiros. Na última terça-feira, quando foi salvo dos destaques negativos do Baked Alaska e no 5º episódio, quando escapou da prova de reprodução do chef Henrique Fogaça. “Eu estava ensaiando como dizer para o pessoal. Não que eu não quisesse estar no programa, porque eu quero e muito, mas não queria ficar sempre sendo salvo e fraco. Se esse é o caso, realmente não devo mais estar aqui”, lamentou o cozinheiro amador.  

Quem levou a melhor na prova de eliminação foi Márcio, que preparou um cuscuz paulista de camarão e conquistou o paladar dos jurados. “Está muito bem temperado e saboroso. A gente sente o caldo, está muito bem feito. Comida gostosa e reconfortante”, avalia Helena Rizzo. “Delicioso, úmido, bem temperado. A flor trouxe um toque contemporâneo aos sabores. Muito bem executado. Adorei seu prato”, opinou Henrique Fogaça.