logo

‘Monster: The Jeffrey Dahmer Story’ é a nova série que os criadores de ‘American Horror Story’ e ‘The Politician’ estão preparando para a Netflix.

Uma co-criação de Ryan Murphy (‘American Horror Story’) e de Ian Brennan (‘The Politician’) é a nova série da Netflix que vai contar a história de um serial killer famoso por suas atrocidades. ‘Monster: The Jeffrey Dahmer Story’, em tradução livre, ‘Monstro: A História de Jeffrey Dahmer’, vai trazer uma narrativa sob o ponto de vista das vítimas. A lentidão das investigações policiais será o mote da narrativa e os momentos em que Dahmer escapa de ser preso terão destaque no roteiro.


Dahmer ficou famoso por seus crimes hediondos que incluíram uma grande quantidade de vítimas, canibalismo e necrofilia. O ator Evan Peter foi escalado para o papel do serial killer e a série terá dez episódios.


Evan Peter é norte-americano, tem 34 anos e ficou conhecido por seu papel em ‘American Horror Story’. Ele interpretou Tate Langdon durante oito temporadas. Ele também gravou ‘X-Men: Dias de um futuro esquecido’. Em ‘WandaVision’, Evan interpretou o personagem Pietro Maximoff.

Leia mais:

Outros atores confirmados

A atriz Niecy Nash, 51 anos, será a protagonista feminina da série. Sua personagem, Glenda Cleveland, será uma vizinha de Dahmer que tentou alertar a polícia e o FBI sobre o comportamento estranho de Dahmer diversas vezes. O casal de atores Penelope Ann Miller serão os pais de Dahmer, Lionel e Joyce. Outro ator que também já foi confirmado foi Shaun J. Brown. Ele será a última vítima de Dahmer, que acabou escapando e ajudando a polícia na captura do serial killer.

A série se passa na década de 1960 até a prisão de Dahmer, no início dos anos 90. De acordo com o site Vanity Fair, o roteiro deve fazer uma abordagem psicológica aos crimes de Dahmer, analisando “a incompetência e apatia da polícia que permitiu ao morador de Wisconsin promover em uma matança de vários anos”.

Ainda não há informações confirmadas pela Netflix sobre a data de estreia da nova série.

Outras obras cinematográficas já contaram a história desse famoso serial killer norte-americano. O documentário independente ‘The Jeffrey Dahmer Files’ e o filme ‘My Friend Dahmer’, de 2017, se concentraram nos anos de colégio de Dahmer. Ele foi finalmente preso em 1991 e confessou seus muitos crimes. Em 1992, Jeffrey foi condenado a 15 penas de prisão perpétua.

O que diferencia a série da Netflix de outras feitas sobre o serial killer é a abordagem do roteiro, que deve retratar as várias vezes que Dahmer foi quase preso. De acordo com o site especializado Deadline, a série também “tocará no privilégio dos brancos”. Muitos acham que os policiais e juízes foram brandos em seu julgamento e no trato com Dahmer, o que permitiu que ele se safasse de seus atos hediondos por tanto tempo. Além disso, muitas de suas vítimas eram negras.

Quem foi Jeffrey Dahmer

Foi um serial killer norte-americano reconhecido por seu pseudônimo: “Monstro de Milwaukee”. Jeffrey ficou conhecido por seus crimes hediondos, a maioria ocorridos entre 1989 e 1991. Ele cometeu crimes que envolveram estupro, necrofilia e canibalismo.

Dahmer assassinou 17 homens e garotos e foi diagnosticado com diversos transtornos mentais. Ele foi legalmente condenado por 15 dos 16 assassinatos que cometeu no estado de Wisconsin, nos Estados Unidos, sendo sentenciado à prisão perpétua em 1992. Depois, a justiça do estado de Ohio sentenciou Jeffrey Dahmer também à prisão perpétua pelo assassinato de Steven Mark Hicks, que aconteceu em 1978.

Em 1994, com 34 anos, Dahmer foi espancado até a morte por outro detento, Christopher Scarver. Ambos cumpriam pena em uma prisão de segurança máxima no estado de Wisconsin.