Social

Talibã proíbe mulheres de viajar sem um acompanhante homem

Com a nova restrição, as mulheres que quiserem viajar grandes distâncias deverão estar acompanhadas por um homem da família, além de utilizar o véu islâmico.

Talibã anuncia novas regras para estudantes mulheres

No último domingo um anúncio do Talibã confirmou o endurecimento do regime, contrariando suas promessas iniciais. Conforme a nova proibição, mulheres que desejarem viajar longas distâncias precisam estar acompanhadas por um homem de sua família direta e utilizar o véu.

Conforme a publicação feita pelo portal Meganoticias, a recomendação foi divulgada pelo Ministério para a Promoção da Virtude e Prevenção do Vício.

Além de solicitar a presença de um acompanhante homem da família direta da mulher, o texto ainda pede aos motoristas que só aceitem mulheres em seus veículos caso elas esteja utilizando o véu.

O porta-voz do ministério, Sadeq Akig Muhajir, fez uma declaração à AFP explicando a imposição: “Mulheres que viajam mais de 72 km não podem fazer a viagem se não estiverem acompanhadas por um parente (homem) próximo”.

Apesar da promessa inicia, o Talibã segue endurecendo as proibições

Após assumir novamente o governo do Afeganistão em agosto, o Talibã segue impondo diversas restrições às mulheres e meninas, agindo de forma contrária as promessas iniciais de que o novo regime seria menos rígido.

Ao retomar o poder, o grupo extremista declarou que seria mais aberto do que no governo anterior, o que muitos afirmaram se tratar de uma forma de ganhar o reconhecimento da comunidade internacional e receber ajuda humanitária.

Heather Barr, da ONG Human Rights Watch, se pronunciou sobre as recentes proibições: “Vemos a cada dia um pouco mais sobre quem é o Talibã e quais são suas opiniões sobre os direitos das mulheres. É uma imagem muito sombria”.

Confira também:

Além deste novo decreto, o Talibã também realizou novos anúncios, dentre ele a proibição de ouvir música em veículos.

A implementação destas medidas ainda não foi claramente divulgada, mas no último final de semana Cabul recebeu pontos de controle do Talibã que eram destinados a informar os motoristas sobre as novas restrições.

Estes anúncios aconteceram pouco tempo depois de o grupo extremista proibir a transmissão de “novelas com atrizes mulheres” e exigir que jornalistas utilizem “lenços de cabeça islâmicos” ao aparecerem nas transmissões.

O grupo também não especificou o tipo de véu a ser utilizado uma vez que grande parte das mulheres afegãs utilizam vestimentas que cobrem a cabeça e o rosto.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos