Social

Lua de mel em quarentena: casal fica isolado após voo de resgate no Afeganistão

O jovem casal se casou no Afeganistão pouco antes do Talibã retomar o poder.

Lua de mel em quarentena

Um britânico de 25 anos se casou em Cabul apenas alguns dias antes da capital ser tomada pelo grupo extremista Talibã. Abdul e Fátima* se casaram no começo do mês e rapidamente viram o sonho do casamento se transformar em uma fuga desesperada. O casal foi ameaçado de morte por combatentes do Talibã.

Conforme noticiado pelo Daily Mail, Abdul é estudante de medicina e nasceu no Afeganistão. Ele declarou em entrevista: “Casei na primeira semana de agosto e logo ouvi que o Talibã estava nos arredores de Cabul. Em um dia você está feliz por ter se casado e convidado centenas de pessoas, no outro se vê em uma situação difícil”.

Abdul cresceu nos arredores de Cabul antes de se mudar para Londres ainda na adolescência. Depois de terminar o segundo período da faculdade de medicina no Reino Unido, ele voltou para sua cidade natal, onde se casou com sua esposa.

Recomendados

O casal chegou ao aeroporto de Birmingham após um voo de resgate que partiu de Cabul. Eles estão em quarentena em um hotel na região de Westminster. “Eu disse a minha esposa que esta é a nossa lua de mel”, brinca Abdul.

O casal tem esperanças de ter uma lua de mel no futuro, mas por hora preferem ficar em segurança no hotel com a certeza de poder estabelecer um lar no Reino Unido.

Uma lua de mel não tradicional

O rapaz disse que tradicionalmente teria sido convidado a conhecer vários membros da família de sua esposa nas semanas depois do casamento. Com o Talibã no poder eles não tiveram a oportunidade de realizar esta tradição e muito menos de se despedir de seus parentes antes de fugirem.

Os dois estão preocupados com a segurança dos familiares que ficaram para trás. “Minha esposa tem parentes no Afeganistão e continua assistindo a TV em busca de notícias. As pessoas que estão lá não tem esperança no momento. Esperam somente ser espancadas pelo Talibã”, declarou.

Confira também:

  1. Comediante afegão é executado pelo Talibã
  2. Gêmeas de 5 anos, filhas de tradutor, conseguem fugir do Afeganistão junto com o pai
  3. Bebê afegão entregue a soldados por entre arame farpado está seguro
  4. ‘Por favor, leve-nos embora antes que o Talibã venha nos matar’, pede jovem afegã

Abdul também contou que um membro do Talibã ameaçou matá-lo na frente de sua esposa na semana passada, após ele ter mostrado seu passaporte britânico em um posto de controle em Cabul. “Eles disseram que se não tivesse pressão internacional, teriam atirado em mim”.

Segundo o rapaz, sua esposa está em constante estado de ansiedade desde que deixou Cabul. “Acho que nos últimos dias conseguimos um pouco de esperança. Poderei voltar para a faculdade de medicina. Espero que minha esposa possa começar a ter paz de espírito também”.

Abdul ainda não sabe onde ele e sua esposa irão morar depois que terminarem o período de quarentena, mas espera que o governo do Reino Unido tenha planos para ajudar os refugiados com acomodação. Apesar das incertezas, o jovem declarou estar feliz por estar em um lugar seguro além de ser “grato por todos que contribuíram com minha evacuação”.

*Os nomes foram alterados para preservar a identidade das pessoas.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos