Social

Gêmeas de 5 anos, filhas de tradutor, conseguem fugir do Afeganistão junto com o pai

Asna e Sana foram retiradas do Afeganistão junto com seu pai, Nooragha Hashimi.

Afeganistão

As duas meninas, que tem apenas 5 anos de idade, estão decididas a ter uma nova vida no Reino Unido após terem escapado de Cabul. Elas sorriram para as câmeras após serem autorizadas a embarcar em um dos voos de resgate que deixou o Afeganistão, após a retomada do poder pelo grupo Talibã.

Conforme noticiado pelo The Mirror, o pai das meninas, Nooragha Hashimi, trabalhou como tradutor para as forças do Reino Unido. Ao ser questionado se estava em risco ele disse “Sim, eles iam me matar”.

“Era como se todo mundo estivesse com medo do que eles vão fazer. Eles estão fizendo que não vão fazer nada para ninguém, mas não sabemos se será como em 1996”, declarou Nooragha.

Recomendados

Cenas assustadoras foram registradas do lado de fora do aeroporto de Cabul, onde uma multidão tentava desesperadamente conseguir voos para sair do país. Relatos sobre mortos e feridos continuam aparecendo nas redes sociais.

Milhares tentam fugir do Afeganistão após Talibã tomar o poder

Ao menos quatro mulheres foram pisoteadas nos tumultos envolvendo a multidão no entorno do aeroporto. Uma mãe, que não foi identificada, disse que sua filha de dois anos foi pisoteada até a morte enquanto sua família tentava chegar até o aeroporto.

Ela relatou ter sido jogada ao chão por uma multidão e ao se levantar conseguiu localizar a filha, já sem vida.

Confira também:

  1. Bebê afegão entregue a soldados por entre arame farpado está seguro
  2. ‘Por favor, leve-nos embora antes que o Talibã venha nos matar’, pede jovem afegã
  3. Mulher que teve os olhos arrancados pelo Talibã afirma que mulheres são utilizadas como alimento para cachorros
  4. Estudante afegão deportado pelo Reino Unido teme ser morto pelo Talibã

O temor da maioria é de que pessoas que ajudaram as forças estrangeiras possam ser deixadas para trás após a rápida ascensão do Talibã. Um homem, com passaporte britânico, declarou: “Sou cidadão britânico, meus filhos são britânicos e estão presos aqui”.

Com a proximidade do dia 31 de agosto, prazo final para retirada das tropas e refugiados, as esperanças de que mais pessoas consigam escapar está diminuindo. Mulheres, funcionários do governo e pessoas que trabalharam para os países estrangeiros temem serem perseguidos e mortos pelo Talibã após a retirada das tropas norte-americanas.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos