logo
Gracie Spinks foi encontrada morta próxima a estábulo. / Foto divulgada em Mirror Uk.Gracie Spinks foi encontrada morta próxima a estábulo. / Foto divulgada em Mirror Uk.
Social 22/07/2021

Stalker acusado de assassinar modelo utilizava binóculos para observar mulheres

Vizinhos do acusado dizem que o homem ficava espiando vizinhos e mulheres pela janela da casa de seus pais.

Vizinhos de Michael Sellers, stalker suspeito de ter assassinado a modelo Gracie Spinks, de 23 anos, contaram que o homem era estranho e solitário. Acredita-se que ele utilizava um binóculo para observar as mulheres e vizinhos pela janela da casa de seus pais. Sellers, 35 anos, teria atacado sua ex-colega de trabalho enquanto ela cuidava de seu cavalo, Paddy.

Pouco depois de encontrarem o corpo de Gracie, o corpo de Sellers foi localizado há 800 metros de distância. Segundo amigos, o homem havia ficado obcecado pela jovem após um encontro, voltando a aparecer nos estábulos com grande frequência.

Conforme reportagem do portal Mirror, alguns dos vizinhos, que pediram para não serem identificados, disseram ter achado estranho o comportamento de Sellers. “Eu sempre disse que ele era meio estranho. Ele nunca falava com ninguém, apenas ficava olhando. É assustador que alguém que vive tão perto de nós possa ter assassinado uma mulher”.

Um dos colegas de trabalho reafirmou o comportamento estranho de Michael: “Ele ficou muito estranho no trabalho, as mulheres ficaram desconfiadas dele. Quase ninguém gostava dele, ele era um verdadeiro solitário”.

O crime

Gracie Spinks era uma apaixonada por cavalos. No dia 18 de junho a jovem, de 23 anos, foi encontrada morta perto de uma fazenda em Duckmanton, Derbyshire. A jovem era colega de trabalho de Sellers na empresa de comércio eletrônico Xbite Ltd. Porém os dois não trabalharam juntos por muito tempo. Sellers foi demitido após ter comportamentos inadequados em relação a Gracie, tornando-se um incômodo para ela.

A jovem chegou a entrar em contato com a polícia para informar que estava sendo perseguida por Sellers. Enquanto um de seus amigos de trabalho afirmou que ela era perseguida pelo homem. “Ela tinha um perseguidor obcecado por ela. Ele não aceitaria um não como resposta. Isso a fez conseguir uma ordem de restrição contra ele”, afirma.

Confira também:

Após o crime, a mãe de Gracie prestou homenagens à filha nas redes sociais. Junto aos desabafos de quem perdeu um ente querido, a mulher aproveitou para pedir justiça às mulheres. “Pare a violência contra as mulheres, justiça para as mulheres”, escreveu Alison Heaton.

A ideia da mãe de Gracie é conseguir um grande número de assinaturas em uma petição a ser enviada para o primeiro-ministro Boris Johnson. Esta petição tem como objetivo a criação de uma lei que torne mais severa a punição para perseguidores, em especial aqueles que representam ameaças às mulheres.