logo

Embora sejam amplamente repudiados, os casos de maus-tratos a animais seguem ocorrendo e, infelizmente, em muitas das vezes resultam em acidentes graves e até mesmo fatais.

Um caso que ganhou as páginas de portais internacionais, mostra a situação vivida por uma gatinha, que posteriormente recebeu o nome de Katherine.

 

Importante! As informações compartilhadas abaixo contém detalhes sensíveis.

 

De acordo com informações compartilhadas pelo portal UPSOCL, o caso teve início em dezembro de 2020, quando um grupo de adolescentes do Azerbaijão encontrou a gatinha e deu início a uma sequência de maus-tratos.

Além de ser espancada, Katherine teve os dentes arrancados. Ela também foi colada em uma tábua com cola anti-rato e abandonada no meio de uma avenida movimentada.

Uma mulher, que não teve a identidade revelada, não escutou a gatinha, mas percebeu o grupo de adolescentes rindo da situação e foi quando identificou a felina e a levou imediatamente para um hospital veterinário.

 

Leia também:

 

Uma segunda chance para a gatinha

Mesmo com todas as graves complicações, com o passar do tempo, Katherine conseguiu se recuperar e voltar a se alimentar e aceitar receber carinho.

A organização GWARP, por meio de sua página nas redes, iniciou uma campanha de adoção para a gatinha, que recebeu diversas candidaturas.

Após cerca de 3 meses de negociações, ficou decidido que a tutora seria Melisa Tanksley, moradora de Chicago, nos Estados Unidos.

Depois de viajar por horas em um avião, a gatinha Katherine finalmente chegou ao seu novo lar e encontrou não somente uma dona, mas também uma oportunidade para recomeçar.

 

Você também pode se interessar por: