Justiça autoriza mulher condenada a trabalhar como modelo por webcam para site adulto

Por Leandro Luz

A Justiça da Colômbia publicou recentemente uma decisão que gerou polêmica. Uma mulher, condenada a 4 anos e 6 meses de prisão domiciliar, pela fabricação e porte de drogas ilícitas, conseguiu autorização para trabalhar desde sua casa como modelo para um site de conteúdo adulto.

De acordo com informações levantadas, a mulher, que não teve a identidade revelada, havia feito a mesma solicitação em setembro de 2020, porém esta tinha sido negada.

 

Leia também:

 

Para o novo pedido, que resultou na aprovação, ela argumentou que possui um filho e demonstrou todos os detalhes em relação à proposta de emprego.

Sobre a autorização judicial, que dividiu opiniões, foi estabelecido que a mulher poderá seguir com suas atividades para o respectivo site, contudo com horários pré-estabelecidos e vigilância eletrônica.

O ponto que gerou polêmica e que levantou questionamentos é que o site possui acesso restrito.

Não foram compartilhados novos detalhes sobre o caso até o momento.

Loading...
Revisa el siguiente artículo