MC Maylon acusa Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, de estupro

Por Brenno Quadros

O cantor e dançarino MC Maylon acusou o vocalista do grupo de pagode Molejo, Anderson Leonardo, de estupro.

Segundo a Revista Quem, na quarta-feira (03/02), Maylon, de 21 anos, compareceu à 33ª Delegacia de Polícia, em Realengo, na Zona Norte do Rio de Janeiro, para fazer a denúncia contra Anderson, de 48 anos.

"Vou levar o sabonete do hotel e a cueca suja com o sangue e o esperma dele. Também vou fazer exame de corpo de delito hoje." – Declarou Maylon, que tem o rosto de Anderson (seu ex-empresário), tatuado no antebraço. O crime teria ocorrido no dia 10 de dezembro de 2020, quando foi convocado pelo vocalista do Molejo para uma suposta reunião de trabalho em um hotel.

MC3 Reprodução / Revista Quem

VEJA MAIS:

"Está muito doloroso mesmo, não esperava ele ter feito isso, era um homem que eu chamava de pai, tatuei o rosto dele no meu braço. E ele fez esse ato de vandalismo." – Continuou. Ele afirma que tinha o sonho de se casar virgem e teve as roupas arrancadas por Anderson.

"Ele desligou o meu telefone. E me enganou. Eu tinha o sonho de estourar. Poderia ter agredido ele, mas como fazer isso com um cara que eu amava e considerava meu pai? Travei na hora, tomei um choque. Ele me bateu muito, deu tapas na cara, empurrões. Foram trinta minutos tentando me penetrar e começou a sair sangue. Ele falava: pode gritar!"

Maylon acrescenta que teve um sangramento e chegou a desmaiar após ter sido estuprado. Ele afirma que já tentou o suicídio duas vezes após o trauma sofrido. Em nota divulgada à imprensa, Anderson negou o crime.

Loading...
Revisa el siguiente artículo