Foco

Petrópolis: Mulher conta que marido filmou chuva antes de morrer

Mortes provocadas pelas fortes chuvas já chegam a 176, segundo informações do Corpo de Bombeiros

Homem filmou chuva antes de morrer em Petrópolis

Sandra Rocha, de 51 anos, guarda na memória a última conversa que teve com o marido, Marcelo Antônio Kronemberger, de 53. O casal se falou por telefone momentos antes de uma avalanche de lama destruir sua casa no morro do Caxambu, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, na última terça-feira (15). O corpo de Marcelo foi encontrado nos escombros, e a história foi revelada pelo G1.

“Ele começou a gritar ‘depois te ligo! Depois te ligo! Vou ter que desligar’, e saiu correndo. Eu tentei ligar de volta, mas já não atendia mais”, disse Sandra à reportagem. Ela estava com a mãe na parte baixo do bairro. Minutos depois, ela recebeu a notícia de um conhecido que a casa havia desabado.

LEIA TAMBÉM:

Sandra disse que o marido pediu para que ela não saísse de onde estava e gravou um vídeo para mostrar que muita água descia do morro.

O casal estava junto há 25 anos, mas cada um morava em uma casa por conta do trabalho. Os planos eram construir um lar onde pudessem viver juntos em breve.

Mortes em Petrópolis

As mortes provocadas pelas fortes chuvas em Petrópolis já chegam a 176, segundo informações do Corpo de Bombeiros nesta manhã. As equipes trabalham dia e noite no resgate de vítimas.

Segundo a prefeitura, 114 corpos tinham sido sepultados até a noite do último domingo (20). O trabalho de identificação e liberação de corpos continua sendo feito pelo IML (Instituto Médico Legal).

Até agora, 24 pessoas foram encontradas com vida. Mais de 100 desaparecidos seguem sendo procurados.

O temporal mais forte caiu na quinta-feira passada (15), mas desde então a chuva voltou a atingir a cidade em diversas ocasiões. A previsão para hoje é de pancadas de chuva ao longo do dia.

RECOMENDAMOS:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos