Foco

Após liberação da Anvisa, governo de SP começa a vacinar crianças com a Coronavac

Previsão é que a a vacina comece a ser enviada aos municípios paulistas ainda nesta quinta

O Governo de São Paulo começou a vacinar crianças com a Coronavac na tarde desta quinta-feira (20), pouco depois da liberação por parte da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o público de 6 a 17 anos.

A primeira criança a receber o imunizante foi Caetano de Jesus Moreira Graça, de 9 anos, estudante da Escola Estadual Brigadeiro Faria Lima, na capital paulista. Ele disse que tomou recentemente a vacina da gripe e que não tem medo. “É só uma picada”, afirmou o menino.

LEIA TAMBÉM:

De acordo com o governador João Doria (PSDB), hoje serão vacinadas cerca de 100 crianças na escola, na capital, e também em unidades estaduais de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

“Quero cumprimentar e agradecer a Anvisa pela postura em favor da vida. Fiquei emocionado ao assistir hoje o voto dos diretores da agência para aprovação da Coronavac para crianças. Então, nosso reconhecimento ao trabalho da Anvisa em defesa da saúde e da vida”, disse o governador.

O Instituto Butantan , que produz a vacina, tem 15 milhões de doses prontas para aplicação. A previsão do governo é que a a vacina comece a ser enviada aos municípios paulistas ainda nesta quinta-feira.

“Em até três semanas estaremos vacinando todas as crianças dessa faixa no estado. Portanto, são 5,5 mil escolas que estarão vacinando. Aqui não adiamos, não postergamos, nós apoiamos e vacinamos”, destacou Doria.

Aprovação da Coronavac para crianças

A Anvisa aprovou no início desta tarde o uso da vacina Coronavac em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos que não sejam imunocomprometidos. A aprovação foi por unanimidade.

Segundo a agência, a apresentação técnica demonstrou a segurança e efetividade da aplicação de duas doses da Coronavac, com intervalo de 28 dias, na população pediátrica. Até então, a única vacina aprovada no Brasil para a população pediátrica era o imunizante da Pfizer, que já começou a ser aplicado em crianças de 5 a 12 anos.

O Instituto Butantan pedia a aprovação da Coronavac para a faixa etária de 3 a 17 anos. A análise técnica da Anvisa, no entanto, aprovou a vacina apenas para a faixa etária de 6 a 17 anos.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos