Foco

Capital volta atrás e vai priorizar crianças com comorbidade ou deficiência física em vacinação

Orientação anterior era imunizar o grupo de acordo com a faixa etária

A Prefeitura de São Paulo voltou atrás e anunciou nesta quinta-feira (13) que vai vacinar contra a covid-19 primeiro as crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência física.

Anteriormente, o secretário da Saúde da Capital, Edson Aparecido, havia afirmado que a imunização seria feita por faixa etária, e não por comorbidades.

LEIA TAMBÉM:

Com a mudança, o município passa a seguir a mesma conduta adotada pelo Estado e pelo Ministério da Saúde.

Quando começa?

O início da vacinação infantil está previsto para a próxima segunda-feira (17). Os pais terão de apresentar atestado médico, receita ou exames que comprovem a condição.

Vale ressaltar que a imunização também estará disponível para crianças indígenas aldeadas da mesma faixa etária.

De acordo com Aparecido, a cidade deverá receber nesta sexta-feira (14) 60 mil doses de imunizantes, que serão distribuídas às UBSs, que ficarão responsáveis pela vacinação.

Pré-cadastro

Já é possível fazer o pré-cadastro para vacinação do público infantil. Os pais ou responsáveis podem acessar o site Vacina Já e inserir os dados dos menores.

O pré-cadastro é opcional e não é um agendamento, porém agiliza o atendimento nos locais de imunização, evitando filas e aglomerações.

O governo paulista informou que o acesso ao site aumentou 11 vezes ontem, após o cadastramento ser liberado. A página recebeu 303 mil acessos somente em um dia.

Doses recebidas

O Brasil recebeu na madrugada desta quinta o primeiro lote de vacinas pediátricas contra o vírus. Ao todo, 1,2 milhão de doses de imunizantes da Pfizer chegaram ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo. A carga foi transferida para Guarulhos.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos