logo
/ Reprodução / Reprodução
Foco 08/06/2021

Vídeo mostra homem infectado por ‘fungo preto’ após se recuperar de covid-19

Paciente continua internado.

A mucormicose, conhecida também como “fungo preto”, foi relacionada ao coronavírus e causa preocupações em diversos países.

No Brasil, estima-se que 29 casos foram confirmados e a morte de uma mulher devido à infecção é investigada na Paraíba, segundo o portal T5.

De acordo com o portal de notícias El Universal, o primeiro caso de mucormicose do México acaba de ser detectado no paciente Gregorio Avendaño Jiménez, de 34 anos. Imagens foram divulgadas e mostraram como a doença avança.

Com taxa de sobrevivência de 54%, a infecção fúngica foi detectada em pacientes que se recuperaram de covid-19. Ela afeta órgãos importantes como pulmão, cérebro, olhos e nariz.

Confira mais:

Gregorio foi diagnosticado com coronavírus em 10 de maio de 2021, mas não apresentava sintomas graves, apesar de ter diabetes há 9 anos.

Após se recuperar, em 29 de maio ele sofreu uma paralisia facial e no hospital foi diagnosticado com o fungo. Uma operação em seu olho e no nariz retirou os tecidos afetados. Ele continua internado em estado grave.