Fuga do Japão: Ghosn foi de trem até aeroporto de Osaka

Por Metro World News

O ex-presidente da Nissan e da Renault Carlos Ghosn iniciou a fuga do Japão para o Líbano em uma viagem de trem-bala de Tóquio para Osaka, possivelmente acompanhado por diversas pessoas, segundo a agência de notícias Kyodo.

Autoridades japonesas também disseram ontem  que ainda podem pressionar em busca da extradição de Ghosn para enfrentar múltiplas acusações de irregularidades financeiras, mesmo que o Líbano normalmente não extradite seus cidadãos.

Veja também:
Bruno Covas passa por 6ª sessão de quimioterapia contra câncer nesta terça
Tumulto no funeral de Suleimani em Kerman deixa ao menos 32 mortos

Uma fonte disse à Kyodo que câmeras de segurança registraram a saída de Ghosn de sua casa em Tóquio em 29 de dezembro por volta das 14h30 (horário local). Horas depois, ele chegou à estação Shinagawa, onde pegou o trem para Osaka, e se deslocou de carro até um hotel perto do aeroporto internacional, onde embarcou em um jato particular às 23h10.

Acusado de malversação financeira no Japão, Ghosn estava proibido de deixar o país à espera de seu julgamento.

Loading...
Revisa el siguiente artículo