Avião militar desaparece no Chile com 38 pessoas a bordo

Por Metro World News com Agência Brasil

Um avião militar chileno, que decolou de Punta Arenas com 38 pessoas a bordo, desapareceu na noite de segunda-feira (9). O anúncio foi feito nesta terça (10) pela Força Aérea do Chile, que afirmou ter perdido o "contato via rádio".

"Um avião C130 Hércules decolou da cidade de Punta Arenas para a base da Antártica Eduardo Frei Montalva", de acordo com um comunicado. A missão da equipe enviada era fazer uma revisão em um oleoduto flutuante e participar de uma ação para um tratamento anticorrosivo das instalações no local.

Veja também:
Homem mata seis pessoas a tiros em hospital na República Tcheca
Jogador francês de vôlei é preso em BH acusado de importunação sexual

A aeronave partiu da base aérea de Chabunco, em Punta Arenas, três quilômetros ao sul de Santiago, às 16h55 (horário local e de Brasília) e perdeu contato às 18h13. Das 38 pessoas a bordo, havia 17 tripulantes e 21 passageiros, sendo a maioria da Força Aérea.

As Forças Armadas do Chile lançaram operações para buscar sobreviventes, despachando aviões e navios para a região.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, e os ministros do Interior e da Defesa, Gonzalo Blumel e Alberto Espina, foram para o posto de comando da base aérea de Cerrillos, na capital chilena, para monitorar os trabalhos.

"Consternados com o desaparecimento do avião Hércules da Força Aérea chilena, que viajava com 38 passageiros rumo à Antártida a partir de Punta Arenas (…), vamos monitorizar as operações de busca e o envio de equipas de resgate", escreveu Piñera na conta oficial da rede social Twitter.

Loading...
Revisa el siguiente artículo