Black Friday: Entenda quais são seus direitos em casos de troca ou devolução

Por Metro World News

Nem sempre uma compra é bem sucedida: entre os diversos problemas que podem acontecer, um dos mais recorrentes é a desistência. Seja por apresentar defeito ou por perceber que comprou por impulso, às vezes não tem jeito. Entenda como funciona em caso de troca.

CONFIRA TUDO SOBRE A BLACK FRIDAY 2019:

Black Friday: Entenda quais são seus direitos em casos de troca ou devolução
Veio pra ficar! Black Friday no Brasil em números
Milhas, cupons, ‘cashback’: como recuperar parte dos gastos na Black Friday
Black Friday: lojas físicas alcançam o patamar de vendas do e-commerce
Saiba como aproveitar a Black Friday para viagens mais baratas
Black Friday sem pegadinha: Veja sites que monitoram os preços em tempo real
Black Friday também tem pacotes de viagem mais baratos; aprenda a achar os melhores
Black Friday está repleta de promoções de livros; saiba como aproveitar
Black Friday tem ofertas para comprar imóvel; negócio requer maior cuidado
Black Friday é boa oportunidade para quem quer comprar carro; veja dicas
Black Friday: O que você precisa saber antes de começar a comprar

Atenção!

Ao comprar em uma loja nova ou de pequeno porte, tenha certeza de que está cadastrada como pessoa jurídica. Um negócio feito com vendedores sem empresa aberta se torna mais problemático em casos de eventuais problemas. E vale sempre lembrar: nenhum lojista é obrigado a aceitar pagamento em cartão de crédito, débito ou cheque. Mas é preciso que haja um aviso fixo, visível, dentro ou na fachada do estabelecimento.

Entrega atrasada

Comprou e a loja não entregou dentro do prazo proposto no momento da compra? Você pode cobrar a entrega, mas também pode pedir o cancelamento e obter 100% do dinheiro de volta.

Cobrança indevida

A lei protege o consumidor em casos de cobranças erradas. Se você comprou um produto que apresentava um determinado valor, mas na hora de finalizar a compra foi cobrado a mais por isso, saiba que tem direito a ser ressarcido com o dobro do valor correspondente a cobrança indevida.

Defeitos

Se o produto não foi entregue em perfeito estado, a loja é obrigada a realizar a troca, independentemente de ser física ou online. Contudo, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, o lojista tem um prazo de até 30 dias para fazer isso. Passado esse período, caso a troca não tenha sido efetuada, o cliente pode ser reembolsado.

No impulso

Você viu aquele celular maravilhoso, não resistiu e comprou no impulso. No dia seguinte, refez as contas e se arrependeu. Ops! E agora? Bom, se for via site, você tem até sete dias para devolver o produto, após a entrega. Esta regra, porém, não é válida para lojas físicas: a lei considera que o consumidor teve oportunidade de ver e testar antes de efetuar o pagamento. Algumas lojas até oferecem esse benefício, mas não é obrigatório.

Loading...
Revisa el siguiente artículo