Estilo de Vida

Moda atrás das grades: lojas criam coleções para visitantes de presídios

Veja a tendência que está transformando o guarda-roupa penitenciário, promovendo a expressão pessoal em todas as circunstâncias

Foto: Getty Images

Em um movimento surpreendente e inovador no mundo da moda, diversas lojas começaram a desenvolver coleções focadas na “moda penitenciária”, visando atender especificamente às necessidades das visitas íntimas prisionais.

Essa tendência ganhou notoriedade principalmente entre as “mulheres de preso”, que frequentemente compartilham sua rotina nas redes sociais, como o TikTok, tornando-se um público-alvo para empreendedores astutos que buscam atender a uma demanda muito particular.

Uma tendência além das grades

Essas coleções são projetadas para serem modernas, estilosas e, ao mesmo tempo, compatíveis com as regulamentações rigorosas dos presídios, garantindo que as visitantes possam expressar seu estilo sem infringir as normas.

Recomendados

Entre as peças mais populares estão leggings, calças de moletom sem cordões ou bolsos, camisetas gola careca e chinelos com solado fino, frequentemente apresentados em cores vibrantes como neon. Lingeries apropriadas para as visitas também fazem parte dos catálogos, mostrando a amplitude e a versatilidade dessas coleções.

LEIA TAMBÉM: Como se combinam os mocassins para mulheres?

O Bazar da Bez, uma loja paulista, tornou-se um dos nomes mais mencionados nesse segmento, viralizando nas redes sociais com sua linha de roupas destinadas a quem faz visitas íntimas a companheiros encarcerados.

LEIA TAMBÉM: 5 cores de roupas que saíram de moda e que nenhuma mulher deve usar: você vai parecer fora de moda

O sucesso dessas iniciativas evidencia uma mudança significativa no mercado de moda, que passa a reconhecer e se adaptar às necessidades de um grupo específico, que busca manter a dignidade e expressar amor e apoio aos seus parceiros, mesmo em circunstâncias tão desafiadoras.

Fonte: Veja

Você gostou deste conteúdo? Aproveite e compartilhe nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

LEIA TAMBÉM: O calçado que Carolina Herrera não usa nem em casa porque não acha elegante

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos