Estilo de Vida

Telescópio da NASA capta detalhes de bucaro negro descontrolado; destruindo qualquer coisa no espaço

O registro foi divulgado recentemente pela instituição.

Registro espacial

Uma nova imagem captada pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA da galáxia espiral NGC 4395 mostra uma pequena seção da galáxia maior. O registro foi divulgado recentemente pela instituição.

Como detalhado pela NASA, por meio de comunicado, 4395 tem um brilho de superfície muito baixo, o que significa que é difusa e emite menos luz do que as galáxias normais.

Situada a cerca de 14 milhões de anos-luz da Terra, esta espiral também é uma galáxia Seyfert, ou uma galáxia que possui um núcleo muito brilhante. NGC 4395 é uma das mais próximas e mais escuras conhecidas.

As galáxias Seyfert contêm núcleos galácticos ativos, ou AGNs, alimentados por buracos negros supermassivos. Os AGNs são extremamente brilhantes, pois a radiação em todo o espectro eletromagnético é produzida à medida que o buraco negro devora o material que se aproxima muito dele.

“As galáxias Seyfert são distintas de outros tipos de AGNs porque a galáxia ao redor do buraco negro é detectável. O brilho dos AGNs muitas vezes pode apagar o brilho de suas galáxias hospedeiras”, informou.

O núcleo galáctico em NGC 4395 tem uma luminosidade comparativamente baixa com outros AGNs e o buraco negro tem cerca de 10.000 vezes a massa do nosso Sol!

Ainda de acordo com as informações, NGC 4395, uma galáxia anã, também é uma galáxia Seyfert única devido à sua falta de protuberância galáctica, o grupo compacto de estrelas frequentemente encontrado no centro de uma galáxia.

Descrição da imagem: A imagem maior do Hubble mostra um dos braços espirais do NGC 4395. A imagem menor do Digital Sky Survey, no canto inferior esquerdo, mostra a localização da imagem do Hubble no contexto de toda a galáxia.

Registro espacial

Texto com informações da Agência Espacial Americana

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos