Estilo de Vida

A nova imagem divulgada pela NASA que revela detalhes mistérios da superfície de Vênus; confira

Trio de crateras na superfície é causado pela atmosfera excepcionalmente densa.

superfície de Vênus

Uma nova imagem divulgada pela NASA revela detalhes da superfície de Vênus. Como é possível ver no registro, este trio de crateras na superfície é causado pela atmosfera excepcionalmente densa do planeta.

Como detalhado pela NASA, a espessa atmosfera serve como um baluarte contra os meteoritos que chegam, quebrando-os à medida que se aproximam da superfície do planeta e causando o aglomerado próximo de crateras de impacto retratadas.

Apesar da ‘Crater Farm’ ser um dos locais mais famosos do planeta, Vênus tem menos crateras de impacto de meteoros do que o resto de seus irmãos do sistema solar.

Recomendados

Estimativas mais recentes revelam que as forças vulcânicas e tectônicas extremas do planeta remodelaram a superfície de Vênus para uma idade média de cerca de 150 milhões de anos – apagando efetivamente a maioria dos vestígios de sua superfície inicial e crateras.

A nova imagem divulgada pela NASA que revela detalhes mistérios da superfície de Vênus

Como detalhado pela NASA, a zona da Cratera foi observada pela sonda Magellan em 1991.

A nave, em homenagem ao explorador português Fernão de Magalhães, escaneou mais de 98% da superfície de Vênus em uma série de ciclos de mapeamento.

Depois de superar com sucesso seus parâmetros de missão, a espaçonave foi comandada a mergulhar na densa atmosfera venusiana para capturar mais dados.

Seria uma viagem só de ida, pois após coletar os dados atmosféricos, ela se incendiou na densa atmosfera do planeta.

Registro impressionante do planeta Vênus

Como detalhado pela NASA, a tórrida superfície vulcânica de Vênus é dominada por crateras. A paisagem rígida do planeta tem tons de vermelho tijolo e tons de laranja.

Ao redor das crateras de impacto de meteoritos, tons de laranja dão lugar a tons de amarelo.

Ainda de acordo com as informações, como um alvo, o centro do impacto alterna entre um anel laranja e um círculo central amarelo. Confira:

Texto com informações da Agência Espacial Americana

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos