Estilo de Vida

Simples dor de estômago pode te alertar para o câncer de pâncreas. Veja outros sintomas que indicam a condição

Câncer de pâncreas é é responsável por 2% dos diagnósticos de todos os tipos de câncer e 4% do total de mortes no Brasil

Dor no estômago

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de pâncreas é responsável por 2% dos diagnósticos de todos os tipos de câncer e 4% do total de mortes causadas pela doença no Brasil. Pelo fato de ser difícil de ser detectado e possuir um comportamento agressivo, sua taxa de mortalidade é considerada alta.

O pâncreas é um órgão parecido com uma pera e possui cabeça, corpo e calda, localizado na parte superior do estômago e responsável pela secreção de hormônios, entre ele a insulina, essa por sua vez tem a função de processar o açúcar dos alimentos. O pâncreas também produz sucos digestivos para ajudar o corpo a digerir os alimentos, além de processar e absorver nutrientes.

LEIA TAMBÉM: Dor nas costas? Este câncer raro pode afetar os ossos e causar dores nas costas, costelas e peito

De acordo com o site Meganotícias, quando as células cancerosas se alojam,poder haver o crescimento de tumor em qualquer parte do órgão. Em outros casos a doença pode se iniciar em células produtoras de hormônios, em uma condição conhecida como tumores neuroendócrinos.

Alguns fatores de risco podem ser responsáveis pelo diagnóstico do câncer de pâncreas como o cigarro, ter diabetes há muito tempo, possuir pancreatite crônica ou alguns distúrbios hereditários.

Sintomas

  • Icterícia. Isso ocorre quando a pele e os olhos ficam com uma cor amarelada. Também pode apresentar urina escura ou coceira na pele;
  • Fezes ‘pálidas’ ou gasosas;
  • Dor abdominal ou nas costas;
  • Perda de peso e falta de apetite;
  • Nausea e vomito;
  • Aumento da vesícula biliar ou do fígado;
  • Formação de coágulos sanguíneos. Eles geralmente aparecem na perna com dor, inchaço, vermelhidão e calor na área afetada;
  • Diabetes. Esse câncer afeta as células que produzem insulina, causando essa doença.

Alguns sintomas também podem ser recorrentes de outras condições, por isso, em caso de dúvidas, consulte um médico especializado.

LEIA MAIS: 6 sinais de alerta que podem indicar que você tem síndrome dos ovários policísticos

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos