logo
Crème de la Crème Pomme Frites - A batata frita mais cara do mundo / Imagem por Guinness World RecordsCrème de la Crème Pomme Frites - A batata frita mais cara do mundo / Imagem por Guinness World Records
Estilo de Vida 14/07/2021

A batata frita mais cara do mundo! Confira as imagens de dar água na boca

Detentor de outros três recordes mundiais, o restaurante resolveu inovar no quesito ‘batata frita’.

O restaurante recordista Serendipity3, localizado em Manhattan (EUA), decidiu inovar e preparar a ‘batata frita dos Deuses’. Com ingredientes luxuosos e batatas extremamente crocantes, os chefs estabeleceram um novo padrão para esse clássico culinário. Graças as iguarias que compõe o prato, ele foi reconhecido pelo Guinness Book como a batata frita mais cara do mundo.

‘Crème de la Crème Pomme Frites’ – Imagem por Guinness World Records

A criação dos chefs Joe Calderone e Fredrick Schoen-Kiewert é comercializada pelo valor de 200 dólares. Isso mesmo, você não leu errado. Uma porção desta batata frita custa aproximadamente R$1000.

Batata frita que vale ouro

A receita inclui ingredientes como: batatas Chipperbeck Upstate, Champanhe Dom Perignon, Vinagre Ardenne de Champanhe Francês J. LeBlac, gordura de ganso pura vinda diretamente da França, Sal de Trufa Guerande, óleo de trufas, Queijo Pecorino Tartufello, raspas de trufas negras, manteiga de trufas, Raclette de Gruyere trufado suíço envelhecido por 3 meses e, como toque final, 23k de ouro comestível em pó.

Veja também:

Para fazer as batatas é necessário escaldá-las em Champanhe Dom Perignon e Vinagre Ardenne, o que confere à primeira mordida um toque adocicado e ácido. Em seguida, as batatas são cozidas por três vezes na gordura de ganso, garantindo uma crosta crocante. Enquanto isso, o molho Mornay é preparado com grandes quantidades de manteiga de trufas.

Ingredientes para o preparo do ‘Crème de la Crème Pomme Frites’ – Imagem por Guinness World Records

O prato é cuidadosamente preparado pelos dois chefs, que finalizam com guarnições de trufa raspada, queijo Crete Senesi Pecorino Tartufello e pó de ouro comestível. O resultado é um prato luxuoso e de encher os olhos.

Conquistando o recorde

Como parte das diretrizes do Guinness Book, o prato deve estar disponível para compra e um cliente imparcial deverá comprá-lo. Isso faz com que ele seja qualificado para o título. Recentemente, as batatas fritas do Serendipity3 foram compradas por um cliente, o primeiro a experimentar a nova receita.

Chefs Joe Calderone e Fredrick Schoen-Kiewert recebem certificado do recorde – Imagem por: Guinness World Records

A conquista do novo recorde foi celebrada pelos chefes e pela equipe. A comemoração aconteceu junto a reabertura do restaurante, que estava fechado desde o início da pandemia, em 2020. Para os chefs, o prato de batatas é somente mais um passo no mundo dos pratos extremos. O Serendipity3 já detém outros recordes mundiais como o milkshake mais caro do mundo, o sanduiche mais caro e a sobremesa mais cara.