logo
/ NASA/JPL-Caltech / NASA/JPL-Caltech
Estilo de Vida 08/07/2021

Ingenuity da NASA termina o nono voo no planeta vermelho com impressionante registro

Por : Metro World News

O Ingenuity da Agência Espacial Americana (NASA) terminou o nono voo no planeta vermelho. Como revelado pela instituição, por meio de comunicado, foi uma semana de grande apreensão na equipe do Mars Helicopter enquanto era preparado um grande desafio de voo para o Ingenuity. 

Colocado no uplink instruções para o voo, que ocorreu na segunda-feira, 5 de julho às 2h03 (horário do Pacífico), era esperado que os resultados chegassem de Marte mais tarde naquela manhã. 

O clima na sala de controle de solo foi de animação quando foi revelado que o Ingenuity estava vivo e bem depois de completar uma jornada de 625 metros de terreno desafiador.

O voo de número 9 não era como os voos anteriores. Ele quebrou os recordes de duração de voo e velocidade de cruzeiro, e quase quadruplicou a distância voada entre dois campos de aviação. 

Como revelado pela NASA, mas o que realmente diferenciou o voo foi o terreno que o Ingenuity teve que ‘negociar’ durante seus 2 minutos e 46 segundos no ar – uma área chamada “Séítah” que seria difícil de percorrer com um veículo terrestre como o rover Perseverance. 

Este voo também foi explicitamente projetado para ter valor científico, fornecendo a primeira visão de perto dos principais alvos científicos que o rover não alcançará por um bom tempo. 

Ingenuity da NASA termina o nono voo no planeta vermelho

Em cada um de seus voos anteriores, o Ingenuity saltou de um campo de aviação para outro em terreno plano. No planejamento dos voos, foi tomado o cuidado de evitar sobrevoar uma cratera. 

Mergulhando no que parece ser uma cratera fortemente erodida, depois continou a descer sobre terreno inclinado e ondulado antes de subir novamente para emergir em uma planície plana a sudoeste.

Como revelado pela NASA, pode parecer estranho que os detalhes do terreno importem tanto quanto importam para um veículo que viaja pelo ar. 

O motivo tem a ver com o sistema de navegação do Ingenuity e para o que ele foi originalmente projetado: uma breve demonstração de tecnologia em um local de teste experimental cuidadosamente escolhido.

Para tornar esse trabalho mais fácil, foi necessário dar uma ajuda ao algoritmo de navegação do Ingenuity: foi informado que todos esses recursos estão localizados em terreno plano. 

Planeta vermelho

Isso livrou o algoritmo de tentar calcular as variações na altura do terreno e permitiu que ele se concentrasse na interpretação do movimento dos recursos apenas pelos movimentos do helicóptero. 

No entanto, como revelado pela NASA, surgem complicações se tentarmos voar sobre um terreno que não é realmente plano. 

As diferenças na altura do terreno farão com que os recursos se movam pelo campo de visão em taxas diferentes, e o algoritmo de navegação do Ingenuity ainda “assume” que o solo abaixo é plano. 

Ele faz o possível para explicar o movimento dos recursos por meio de mudanças nos movimentos do helicóptero, que podem levar a erros. 

Preparando-se para um voo turbulento

A suposição de que o terreno é plano está embutida no projeto do algoritmo e não há nada que se possa fazer a respeito ao planejar os voos. 

Como revelado pela NASA, o que se pode fazer é antecipar os problemas que surgirão devido a esta suposição e mitigá-los o máximo possível em termos de como foi planejado os voos e os parâmetros que damos ao software.

Foram utilizadas ferramentas de simulação que permitem estudar o resultado provável do voo em detalhes antes de realizá-lo.

Para o voo 9, uma adaptação chave do plano foi reduzir a velocidade no ponto crucial para mergulhar na cratera.

Dificuldades em Marte – Ingenuity

Embora tenha custado a extensão do tempo de voo, ajudou a mitigar erros de rumo iniciais que poderiam se transformar em um grande erro de posição cruzada. 

Também foi ajustado alguns dos parâmetros detalhados do algoritmo de navegação que não foram tocados até agora em voos anteriores. 

Como revelado pela NASA, foi construído um campo de aviação muito maior do que em voos anteriores, com um raio de 164 pés (50 metros), pousando a aproximadamente 47 metros de distância do centro daquele campo de aviação.

Na próxima semana, o Ingenuity enviará de volta imagens coloridas que os cientistas do Perseverance estão ansiosos para estudar. 

Ainda de acordo com as informações, capturados nessas imagens estão afloramentos rochosos que mostram contatos entre as principais unidades geológicas no chão da cratera de Jezero. 

Finalmente, se espera que as imagens coloridas forneçam uma visão mais próxima do “Pilot Pinnacle”, um local com afloramentos que alguns membros da equipe acham que podem registrar alguns dos ambientes de água mais profundos no antigo Lago Jezero. 

Ingenuity da NASA termina o nono voo no planeta vermelho com impressionante registro
NASA/JPL-Caltech

Texto com informações da NASA

LEIA TAMBÉM: